Rússia e Paraná vão fechar acordo para testes e produção de vacina contra Covid-19 no Brasil

O governo paranaense deve assinar acordo com a Rússia para fabricação da vacina Sputnik V contra COVID-19 nesta quarta-feira (12)

Instituto Senai de Inovação em Química Verde (ISI QV) e Scienco Biotecnologia, de Santa Catarina, formam parceria para inovação em testes da Covid-19
Instituto Senai de Inovação em Química Verde (ISI QV) e Scienco Biotecnologia, de Santa Catarina, formam parceria para inovação em testes da Covid-19 (Foto: REUTERS/Andreas Gebert)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Sputnik - O governo paranaense deve assinar acordo com a Rússia para fabricação da vacina Sputnik V contra COVID-19 nesta quarta-feira (12).

O acordo de convênio com a Rússia para produzir a vacina Sputnik V prevê que o Paraná possa realizar testes, produzir e distribuir a vacina.

O acordo deve ser assinado pelo governador Ratinho Júnior (PSD) e o embaixador da Rússia no Brasil, Sergey Akopov, às 14h de quarta (12), segundo o portal G1.

Após a assinatura do acordo, deve ocorrer o compartilhamento do protocolo russo com a Anvisa, para que todas as etapas sejam liberadas.

A data do início da ação ainda não foi divulgada, já que depende da liberação da Anvisa, entretanto, a assinatura é importante para que a troca de informações seja iniciada, afirmou o presidente do Tecpar, Jorge Callado.

"Cada passo em seu determinado momento, não podemos queimar etapas", afirmou Jorge Callado.

No início do mês, o governador da Bahia, Rui Costa (PT), também demonstrou interesse em uma futura parceria com a Rússia.

"Nós tivemos, na semana passada uma reunião pela Internet com o embaixador da Rússia, demonstrando interesse da Bahia e dos estados do Nordeste em ter essa parceria, tanto para ajudar nos testes da vacina, como participar do processo de vacinação", afirmou em entrevista à TV Bahia, conforme cita o Correio 24 horas.

Nesta terça-feira (11), o presidente russo Vladimir Putin, anunciou o registro da primeira vacina do mundo contra a COVID-19.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247