Subnotificação deve ser maior que 12 vezes o número de infectados, afirma ex-secretário de Vigilância Sanitária

Ex-secretário e especialista Wanderson Oliveira ainda destacou que não será possível ter acesso à realidade de infectados enquanto não existir um teste sorológico confiável no Brasil

(Foto: Agência Brasil)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O ex-secretário de Vigilância Sanitária Wanderson Oliveira, Doutor e Mestre em epidemiologia pela Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRS), afirmou que a subnotificação de casos confirmados de coronavírus no Brasil deve ser até 12 vezes maior que os números registrados pelo Ministério da Saúde. A informação é do jornal O Globo

“Digo isso porque os testes são ruins. Esses testes sorológicos são ruins e se torna pior usando a punção digital. Devia ser punção venosa. Não deveria ser usado na ponta do dedo”, afirma Wanderson.

O ex-secretário disse que não será possível ter acesso à realidade de infectados enquanto não existir um teste sorológico confiável no Brasil, acrescenta a reportagem.

Durante uma live com o doutor de microbiologia Atila Iamarino, ele afirmou que está com suspeita de Covid-19. “Está todo mundo aqui em casa com suspeita. Estamos em isolamento, relatou.

Wanderson levantou um cálculo com base na situação atual dos estados brasileiros e na letalidade do vírus, estimando que teríamos hoje mais de quatro milhões de casos.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247