SUS ou barbárie, diz Drauzio Varella

O médico enfatizou que o país, diante da necessidade de enfrentar a pandemia do novo coronavírus, terá que "reparar em semanas os erros que cometemos no decorrer de anos" contra o SUS, mas citando a frase do sanitarista Gonçalo Vecina, lembrou que "sem o SUS é a barbárie".

www.brasil247.com -
(Foto: Reprodução | ABr)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - O médico Drauzio Varella afirmou em artigo publicado na Folha de S. Paulo deste domingo, que o país terá que "reparar em semanas os erros que cometemos no decorrer de anos" contra o Sistema Único de Saúde, o SUS, mas citando a frase do sanitarista Gonçalo Vecina, lembrou que "sem o SUS é a barbárie".

"O SUS é a mais injustiçada das instituições brasileiras", frisou o médico, apontando as justas queixas da população por conta dos pronto-socorros lotados, das filas para cirurgia, das dificuldades para conseguir internações e consultas com especialistas.

"Ninguém mais se lembra de que antes da criação dele, em 1988, só recebiam assistência médica aqueles com carteira assinada, beneficiários do antigo INPS", advertiu. 

PUBLICIDADE

"Pouquíssimos reconhecem que somos o único país com mais de 100 milhões de habitantes que ousou garantir assistência médica para todos, como direito do cidadão", frisou Drauzio, enfatizando que nos últimos anos, os recursos federais que deveriam ser destinados ao sistema foram reduzidos gradativamente.

Drauzio reforça que, diante da pandemia do coronavírus, a realidade será impiedosa. "É fundamental que nos convençamos da necessidade de criar uma forma de recolher doações para auxiliar na compra de equipamentos e na prestação de serviços médicos", destaca.

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email