'Vermífugo mata vírus', diz Mandetta após Marcos Pontes sugerir vermífugo Annita para tratar infectados por coronavírus

O ministro da Ciência e Tecnologia, o ex-astronauta Marcos Pontes, sugeriu ao ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, um vermífugo para tratar pacientes infectados por coronavírus.

Mandetta e Marcos Pontes
Mandetta e Marcos Pontes (Foto: Agência Brasil)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O ministro Luiz Henrique Mandetta afirmou em entrevista coletiva que foi procurado pelo ministro Marcos Pontes com a seguinte sugestão:  usar um vermífugo para combater o novo coronavírus.

Disse o ministro: “Outras drogas também matam in vitro. Até hoje, acho, que o ministro Pontes ia colocar (o tema), porque ele foi lá no ministério para que a gente fizesse (testes). Tem um anti-helmíntico, dizendo que essa linha aqui, que é um vermífugo. Mata muito bem in vitro. E agora vai começar os testes em pessoas. Vermífugo mata vírus, cloroquina mata vírus.”

Mandetta anda disse que a experiência in vitro pode não se repetir em pessoas. O Antagonista apurou que o vermífugo testado por Pontes é o Annita.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247