CPI da Covid deve convocar esta semana membros do ministério paralelo

Requerimentos serão votados nesta terça-feira (8). Apuração sobre gabinete paralelo deve avançar

(Foto: Edilson Rodrigues)


✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 - Em reunião realizada por meios virtuais neste domingo (6), dirigentes da CPI da Covid decidiram que irão analisar, nesta semana, os pedidos de convocação de integrantes do ministério paralelo da Saúde do governo de Jair Bolsonaro. Os requerimentos serão avaliados de uma só vez nesta terça-feira (8), quando também serão fixadas as datas dos depoimentos.

O gabinete paralelo dirigia de fato as ações do governo Bolsonaro e é suspeito de determinar o uso de drogas ineficazes contra a Covid-19 como hidroxicloroquina, azitromicina e ivermectina.

continua após o anúncio

Neste momento, a investigação sobre o ministério paralelo se tornou uma das principais linhas de trabalho da CPI, informa a Folha de S.Paulo. O ressurgimento de um vídeo de uma reunião no Planalto, transmitida no Facebook de Jair Bolsonaro, na qual foi sugerido um "gabinete das sombras", é um forte indício da existência do ministério paralelo, cujas decisões são responsáveis pela morte de milhares de pessoas no Brasil.

Um dos pedidos de convocação analisados será o do ex-ministro da Cidadania e deputado federal Osmar Terra (MDB-RS), apontado como o “padrinho” do ministério paralelo. 

continua após o anúncio

Terra é um defensor da chamada “imunidade de rebanho”, segundo a qual a pandemia desaparecerá em razão do ritmo acelerado da contaminação da população.

A CPI também deve convocar o virologista Paolo Zanotto, que sugeriu criar uma espécie de “gabinete das sombras” para tratar da resposta oficial à pandemia.

continua após o anúncio

O médico Luciano Dias Azevedo, um dos principais defensores da cloroquina também deverá depor na CPI.  

continua após o anúncio

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

continua após o anúncio

Ao vivo na TV 247

Cortes 247