CPI da Covid encaminha denúncia ao STF sobre prefeito gaúcho que desviou dinheiro público para financiar ato bolsonarista

Os R$505 mil encontrados pela Polícia Federal com o prefeito Gilmar João Alba, seria para financiar os atos pró-golpe do dia 7 de setembro, segundo denúncia enviada ao senador Humberto Costa, membro da CPI da Covid

Sessão da CPI da Covid no Senado
Sessão da CPI da Covid no Senado (Foto: Pedro França/Agência Senado)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - A CPI da Covid no Senado encaminhou nesta quarta-feira (01) denúncia ao Supremo Tribunal Federal (STF) contra o prefeito de Cerro Grande do Sul (RS), Gilmar João Alba (PSL), que teria desviado R$ 505 mil para financiar atos antidemocráticos no dia 7 de setembro.

A Polícia Federal flagrou o prefeito, conhecido como "Gringo", com o dinheiro no aeroporto de Congonhas (SP). A quantia seria para financiar os atos pró-golpe do dia 7 de setembro, segundo denúncia enviada ao senador Humberto Costa (PT-PE), membro da CPI da Covid. 

Apesar de não ser alvo da comissão, o presidente da CPI, senador Omar Aziz (PSD-AM) disse que “faz parte de qualquer democrata encaminhar essas denúncias às autoridades de investigação”.

PUBLICIDADE

O posicionamento de Aziz foi seguido pela senadora Eliziane Gama (Cidadania-MA) que acrescentou, que os atos convocados para o 7 de setembro devem estar na mira da CPI.

Assista à CPI ao vivo: 

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email