HOME > CPI Covid

CPI da Covid vota relatório final de Renan Calheiros; acompanhe ao vivo

Documento pede indiciamento de Jair Bolsonaro, a quem são atribuídos nove crimes

Comissão Parlamentar de Inquérito da Pandemia (Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado)

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 - A CPI da Covid se reúne pela última vez nesta terça-feira (26) para votar o relatório final, apresentado pelo relator, senador Renan Calheiros (MDB-AL), na semana passada.

Renan pede o indiciamento de 76 pessoas e duas empresas por crimes cometidos na pandemia. O principal alvo é Jair Bolsonaro. No relatório final da CPI da Covid há um pedido de indiciamento contra o ocupante do Palácio do Planalto por crimes contra a humanidade.

Os senadores discutem o relatório e podem propor mudanças. A aprovação do relatório exige maioria simples dos votos. O que for aprovado será encaminhado aos órgãos competentes. No caso de Bolsonaro, quem decide os próximos passos é a PGR. 

Outros nomes que, segundo o relator, cometeram crimes: Flávio, Carlos e Eduardo Bolsonaro, filhos de Jair Bolsonaro; o ex-ministro Eduardo Pazuello; o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga; o líder do governo na Câmara, Ricardo Barros. A lista inclui ainda médicos, deputados, blogueiros e empresários bolsonaristas acusados de disseminar fake news, entre eles Luciano Hang. 

Os senadores podem sugerir mudanças, propor um relatório alternativo, a inclusão ou retirada de nomes. O vice-presidente da CPI, senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), quer incluir nove pessoas. A CPI não tem poder de punição. O que for aprovado no relatório será encaminhado aos órgãos competentes.

Após a leitura do relatório do relator Renan Calheiros, o presidente do colegiado, senador Omar Aziz (PSD-AM), encerra a sessão, informa o G1.

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista: