Defesa de Wizard procura CPI e depoimento é remarcado para o próximo dia 30

O bilionário, que integrava o "Ministério da Saúde Paralelo", está fora do Brasil

Carlos Wizard
Carlos Wizard (Foto: Washington Costa/Ministério da Economia)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - A CPI da Covid no Senado remarcou para o próximo dia 30 o depoimento de Carlos Wizard, bilionário que integrava o "Ministério da Saúde Paralelo" e um dos maiores lobistas do uso da cloroquina no "tratamento precoce" da Covid-19. A informação é do blog de Ana Flor, no G1, e foi confirmada pelo presidente da comissão, senador Omar Aziz (PSD-AM).

Advogados de Wizard entraram em contato com a CPI nesta segunda-feira (21) para remarcar o depoimento, que estava agendado para quinta (17). Wizard não compareceu e informou estar nos Estados Unidos

O empresário chegou a solicitar um depoimento virtual, mas os senadores negaram. 

PUBLICIDADE

Na sexta, o relator da CPI, Renan Calheiros (MDB-AL), determinou que Wizard passasse da condição de testemunha para a de investigado, junto com Marcelo Queiroga, Eduardo Pazuello, Ernesto Araújo, Fabio Wajngarten, entre outros. 

Inscreva-se no canal de cortes da TV 247 e saiba mais:

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email