Ernesto Araújo não volta atrás em acusações contra Kátia Abreu sobre o 5G: "só disse a verdade"

Em março, o ex-ministro acusou a senadora de ter interesses obscuros na participação da China no 5G a ser instalado no Brasil. O ataque do ex-chanceler contra a senadora foi um dos fatores que elevou a pressão por sua demissão

Ernesto Araújo
Ernesto Araújo (Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O ex-ministro das Relações Exteriores Ernesto Araújo, em depoimento à CPI da Covid nesta terça-feira (18), se negou a pedir desculpas à senadora Kátia Abreu (PP-TO) por, em março de 2021, ter dito que a parlamentar teria interesses obscuros na participação da China no 5G a ser instalado no Brasil.

"Simplesmente disse a verdade. Jamais me arrependerei por dizer a verdade", falou Araújo após o senador Angelo Coronel (PSD-BA) cobrar uma retratação do ex-ministro.

O ataque do ex-chanceler contra a senadora foi um dos fatores que elevou a pressão por sua demissão.

PUBLICIDADE

"Em 4/3 recebi a Senadora Kátia Abreu para almoçar no MRE. Conversa cortês. Pouco ou nada falou de vacinas. No final, à mesa, disse: 'ministro, se o senhor fizer um gesto em relação ao 5G, será o rei do Senado'. Não fiz gesto algum", escreveu Araújo em março.

Inscreva-se no canal de cortes da TV 247 e saiba mais:

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE

Apoie o 247

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email