Investigação da relação entre Prevent Senior e governo Bolsonaro deve adiar fim da CPI da Covid

Senadores consideram que denúncias sobre comportamento irregular da Prevent Senior trazem à tona ação do gabinete paralelo

www.brasil247.com -
(Foto: Alan Santos/PR | Divulgação | Reprodução)


247 - A avaliação corrente entre senadores da CPI da Covid é que há relação entre a Prevent Senior com o governo Bolsonaro, principalmente pela suspeita de o Ministério da Saúde ter usado um protocolo da operadora para incentivar a utilização do chamado kit covid, com remédios ineficazes contra a doença.

Por isso, os senadores do grupo majoritário da CPI já trabalham com a possibilidade de adiar por mais tempo a conclusão das atividades da comissão. 

Novos fatos trazem mais uma vez para o foco das investigações da CPI a atuação do gabinete paralelo do Ministério da Saúde, grupo de médicos que assessorava informalmente Jair Bolsonaro e defendia tratamentos sem eficácia contra a Covid-19.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Segundo reportagem da Folha de S.Paulo, o ponto de ligação entre a Prevent Senior e o gabinete paralelo estaria principalmente nos médicos Nise Yamaguchi e Paolo Zanotto.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Para o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), vice-presidente da comissão, os novos depoimentos serão decisivos para entender a participação do grupo e a relação da Prevent com o governo Bolsonaro.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email