Mais uma mentira de Wajngarten na CPI: disse que se afastou em março, mas aparece em vídeo 'trabalhando normal'

O ex-chefe da Secom disse não ter completo conhecimento sobre a campanha o "O Brasil não pode parar" por ter se afastado à época do lançamento em decorrência da Covid-19. Em live com Eduardo Bolsonaro, no entanto, Wajngarten disse que estava trabalhando normalmente, mesmo infectado

www.brasil247.com - Fabio Wajngarten
Fabio Wajngarten (Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado | Reprodução)


247 - Em depoimento à CPI da Covid nesta quarta-feira (12), o ex-chefe da Secretaria Especial de Comunicação Social (Secom) Fabio Wajngarten disse não ter completo conhecimento sobre a campanha publicitária do governo intitulada "O Brasil não pode parar", lançada em março de 2020, porque estava afastado com Covid-19 à época da veiculação da campanha.

Em live com o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), no entanto, também realizada na época da campanha citada, Wajngarten disse que, mesmo com Covid-19, estava trabalhando normalmente, inclusive aprovando campanhas.

Wajngarten mentiu

Wajngarten mentiu descaradamente na CPI da Covid e afirmou que o governo Jair Bolsonaro promoveu campanhas alertando sobre as recomendações de autoridades de saúde para a prevenção da Covid-19.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

"Na primeira campanha, Otávio Mesquita (jornalista) já falava sobre álcool em gel e uso de máscaras. Faz parte do cunho criativo. Assim como usamos jogadores em outros momentos", disse.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A campanha, no entanto, não recomendou o isolamento social e dá o seguinte conselho: "Não precisa sair correndo para o hospital por causa de um simples resfriado." E também diz que "é preciso ter calma".

Inscreva-se no canal de cortes da TV 247 e saiba mais:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email