Nise Yamaguchi processa senadores da CPI por "danos morais"

Nise Yamaguchi, que defende o chamado "!tratamento precoce", afirma que os parlamentares agiram com intenção de “destruir a imagem perante toda a sociedade brasileira”.

(Foto: Edilson Rodrigues)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A médica Nise Yamaguchi, apontada como integrante do chamado gabinete paralelo, ingressou com processo na Justiça contra os senadores Omar Aziz (PSD-AM), presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia, e Otto Alencar (PSD-BA) por danos morais.

De acordo com informação da CNN Brasil, Nise argumentou ter sido vítima de misoginia, preconceito às mulheres e humilhação durante seu depoimento à comissão no dia 1º de junho.

Nise Yamaguchi, que defende o chamado "!tratamento precoce", afirma que os parlamentares agiram com intenção de “destruir a imagem perante toda a sociedade brasileira”. De acordo com os advogados, caso Nise ganhe a ação, ela doará o dinheiro a hospitais infantis para crianças com câncer.

PUBLICIDADE

Na oitiva, o senador Otto Alencar, que é médico, questionou a Nise, que é oncologista, sobre sua noção histórica a respeito do coronavírus e se ela sabia diferenciar um vírus de um protozoário, e se indignou com a resposta: “A senhora não é infectologista, se transformou de uma hora pra outra”, disparou.

“A senhora não sabe nada de infectologia, nem estudou, doutora. A senhora foi aleatória mesmo, superficial. A senhora não podia de jeito nenhum estar debatendo um assunto que não é do seu domínio. Isso não é honesto, doutora”, continuou o parlamentar.

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE

Apoie o 247

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email