Omar Aziz: Carlos Bolsonaro é o maior responsável por fake news na pandemia

O presidente da encerrada CPI da Covid, senador Omar Aziz, reagiu desta forma quando soube que Carlos Bolsonaro apresentou ao STF uma notícia-crime contra ele e o relator da CPI da Covid, o senador Renan Calheiros

(Foto: Agencia Senado | Divulgação)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - O presidente da encerrada CPI da Covid, senador Omar Aziz (PSD), disse, nesta quinta-feira, 25, que "o maior responsável por fake news" divulgadas durante a pandemia de Covid-19 no Brasil é o vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos), filho do atual chefe do Executivo.

Omar reagiu desta forma quando soube que Carlos apresentou ao Supremo Tribunal Federal (STF) uma notícia-crime contra ele e o relator da CPI da Covid, o senador Renan Calheiros (MDB). De acordo com o documento enviado ao STF, Renan e Omar levantaram suspeitas de que as investigações não seriam conduzidas na forma prevista em lei.

A denúncia seria por “possíveis práticas de abuso de autoridade, vazamento de informação sigilosa, receptação e prevaricação”. Para Aziz, porém, os senadores prevaricaram por não terem convocado o vereador do Rio a depor.

PUBLICIDADE

"Ele [Carlos Bolsonaro] estava doido para vir aqui e falar, mas a gente não deu essa oportunidade, pelo contrário. Nós encaminhamos o relatório ao Ministério Público Estadual do Rio de Janeiro", disse Aziz, em coletiva de imprensa.

"Chegamos a 600 e poucas mil mortes graças a esse tipo de comportamento. Um parlamentar que não tem respeito pela vida, não tem respeito pelo próximo", finalizou.

PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email