Randolfe Rodrigues pede quebra de sigilos de Eduardo Pazuello após denúncia de corrupção na Saúde

Vice-presidente da CPI da Covid pediu a quebra dos sigilos telefônico, fiscal, bancário e telemático do ex-ministro da Saúde. A solicitação vem após denúncia do Jornal Nacional sobre a contratação de empresas para reforma de galpões do Ministério da Saúde sob o pretexto da emergência da pandemia de Covid-19

Eduardo Pazuello e Randolfe Rodrigues
Eduardo Pazuello e Randolfe Rodrigues (Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), vice-presidente da CPI da Covid, pediu nesta quarta-feira (19) a quebra dos sigilos telefônico, fiscal, bancário e telemático do ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello. O requerimento foi apresentado à CPI mas ainda não foi apreciado pelos senadores. Pazuello presta depoimento à comissão nesta quarta-feira.

Para justificar o pedido, Randolfe Rodrigues cita a denúncia feita na terça-feira (18) pelo Jornal Nacional, da TV Globo, que trata da contratação de empresas para reforma de galpões do Ministério da Saúde sob o pretexto da emergência da epidemia de Covid-19.

O senador pediu acesso a todas as ligações feitas e recebidas por Pazuello desde 2020. Além disso, o parlamentar solicitou dados das declarações de imposto de renda do ex-ministro e a relação de todas as empresas das quais Pazuello venha a ser sócio. Randolfe também quer ter informações bancárias do ex-chefe da Saúde, inclusive sobre investimentos, bens e valores mantidos em instituições financeiras.

Com o pedido de quebra de sigilo telemático, o vice-presidente da CPI quer obter os registros contidos no e-mail do ex-ministro, assim como em aplicativos de trocas de mensagens como o WhatsApp, Telegram, entre outros.

PUBLICIDADE

Randolfe Rodrigues ainda quer acesso a todos os documentos acerca de contratações de empresas feitas pelo Ministério da Saúde para reformar galpões da pasta com dispensa de licitação desde o início da pandemia de Covid-19.

Inscreva-se no canal de cortes da TV 247 e saiba mais:

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email