Roberto Dias informou a CPI que Braga Netto e Ramos pressionaram pela compra das vacinas suspeitas

Um dossiê enviado por Roberto Dias à CPI conteria provas de que os ministros Braga Netto e Luiz Eduardo Ramos pressionavam os integrantes do Ministério da Saúde a receber os intermediários das vendas de vacinas suspeitas

www.brasil247.com -
(Foto: Agência Senado | PR)


247  - O ex-diretor de Logística do Ministério da Saúde Roberto Dias procurou a cúpula da CPI da Covid no Senado dizendo ter informações reveladoras para apresentar aos  membros da Comissão. 

Reportagem do portal O Antagonista revelou que Dias organizou um dossiê cujas cópias foram enviadas a seu primo, o empresário Ronaldo Dias, ex-diretor do laboratório Bahia Farma, que mora hoje em Madrid, na Espanha.

O dossiê, de acordo com o ex-diretor de Logística, conteria provas de que os ministros Braga Netto, ex-Casa Civil e atual titular da Defesa, e Luiz Eduardo Ramos, ex-secretário de Governo e atual Casa Civil, pressionavam os integrantes do Ministério da Saúde a receber os intermediários das vendas de vacinas suspeitas. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A reportagem ainda informa que quem teve acesso aos documentos disse que os militares palacianos teriam afirmado algo na linha ‘vamos agilizar isso’, deixando claro que a negociação era do interesse da casa. Ou seja, do Planalto.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email