Ancine lança edital de apoio ao desenvolvimento de projetos audiovisuais

A Agência Nacional do Cinema (Ancine), em parceria com o Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE), lançou nesta terça (27) a quarta edição da chamada pública Prodav 05/2016; de acordo com a agência, serão R$ 10 milhões do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA), que serão investidos no desenvolvimento de 70 projetos de obras audiovisuais seriadas e não seriadas de longa-metragem e de formatos de obra audiovisual  

A Agência Nacional do Cinema (Ancine), em parceria com o Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE), lançou nesta terça (27) a quarta edição da chamada pública Prodav 05/2016; de acordo com a agência, serão R$ 10 milhões do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA), que serão investidos no desenvolvimento de 70 projetos de obras audiovisuais seriadas e não seriadas de longa-metragem e de formatos de obra audiovisual
 
A Agência Nacional do Cinema (Ancine), em parceria com o Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE), lançou nesta terça (27) a quarta edição da chamada pública Prodav 05/2016; de acordo com a agência, serão R$ 10 milhões do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA), que serão investidos no desenvolvimento de 70 projetos de obras audiovisuais seriadas e não seriadas de longa-metragem e de formatos de obra audiovisual   (Foto: Valter Lima)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Paulo Virgílio

A Agência Nacional do Cinema (Ancine), em parceria com o Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE), lançou hoje (27) a quarta edição da chamada pública Prodav 05/2016. De acordo com a agência, serão R$ 10 milhões do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA), que serão investidos no desenvolvimento de 70 projetos de obras audiovisuais seriadas e não seriadas de longa-metragem e de formatos de obra audiovisual.

Desde sua primeira edição, em 2013, a linha Prodav 05, que faz parte do Programa Brasil de Todas as Telas, já investiu em 263 projetos na etapa de desenvolvimento. Cada produtora brasileira independente pode inscrever até duas propostas, que serão avaliadas de acordo com o potencial criativo do projeto, qualificação técnica dos profissionais contratados e histórico da empresa proponente.

Segundo a Ancine, é vedada a inscrição de projeto em fase de produção ou que tenham sido contemplados em outra linha de desenvolvimento do FSA. A agência informou ainda que a distribuição dos recursos respeitará o critério regional, destinando no mínimo 30% a propostas apresentadas por empresas sediadas nas regiões Norte, Nordeste ou Centro-Oeste, e no mínimo 10% para propostas apresentadas por empresas sediadas na região Sul e nos estados do Espírito Santo e de Minas Gerais.

As empresas produtoras interessadas podem inscrever seus projetos de amanhã (28) até 16 de fevereiro de 2017, no site do FSA.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email