Andy Warhol por Andy Warhol

Autorretrato do artista a obra mais valiosa de sua carreira feito em 1963, alcanou quase US$ 40 milhes em leilo da Christie's em Nova York

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Natália Rangel - São quatro autorretratos estampados em um silk-screen de acrílico formado por quatro paineis com tons azulados. A obra feita pelo artista americano Andy Warhol em 1963 se tornou neste sábado 14 a peça mais valiosa de todo o repertório do artista. Foi vendida por US$ 38,4 milhões em leilão da Christie's em Nova York. Um feito invejável se pensaramos que a mesma obra foi vendida por Warhol em 1964 por apenas US$ 1,6 mil. Uma valorização de 240.000%. Na imagem, o artista está de óculos escuros, veste um trench coat e procura desviar do foco com quatro poses distintas, evasivas, levemente provocativas. A obra pertencia à família Florence Barron, de Detroit, e sua venda por valor recorde reforça o papel de vanguarda que Warhol teve na história da arte popular.

E também no milionário comércio de arte contemporânea que conhecemos hoje, que Warhol, de certa forma, inaugurou na década de 1960, com suas telas que zombavam de duas entidades mágicas que já se insinuavam naquele tempo: fama e dinheiro. Duas coisas que ele próprio adorava ter e também, criticar. Warhol abriu caminho para artistas como o britânico Damien Hirst, que detém o atual recorde mundial no valor de venda de uma obra pop: US$ 100 milhões foram pagos em leilão pela sua caveira de platina com incrustrações de diamantes (8.601 pedras). Com uma diferença importante: Hirst alcançou sua centena de milhões com muitos diamantes enquanto Warhol conquistou os seus usando o velho silk-screen.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email