"Assustador", diz Gregório Duvivier, sobre ataque terrorista contra o Porta dos Fundos

"Eles não estão sós. É um ódio que tem sido pregado na mídia conservadora e no Congresso", disse ainda o humorista, que interpretou um Jesus Cristo gay no especial de fim de ano do grupo – o que provavelmente motivou o ataque terrorista à produtora O2 na véspera de Natal

Duvivier Jesus
Duvivier Jesus (Foto: Reprodução)

247 – “É assustador. Eles não estão sós. É um ódio que tem sido pregado na mídia conservadora e no Congresso”, disse à jornalista Joana Oliveira, do jornal espanol EL PAÍS, o humorista Gregório Duvivier, ator do grupo Porta dos Fundos, ao comentar o ataque à produtora O2, que filma as produções da trupe, na véspera de Natal.

Duvivier é um dos protagonistas de A primeira tentação de Jesus, produção da Porta dos Fundos para a Netflix e interpreta um Cristo gay, provável motivo do atentado terrorista. A produtora informou que sua sede no bairro do Humaitá, zona nobre do Rio de Janeiro, foi alvo de ataque com bombas tipo coquetel molotov na madrugada desta terça-feira. “Um dos seguranças conseguiu controlar o princípio de incêndio e não houve feridos”, segue a comunicação. O ataque aconteceu às 4 horas da manhã e o caso foi registrado como crime de explosão na 10ª DP (Botafogo).

Na nota, a produtora do grupo diz que já disponibilizou as imagens das câmaras de segurança para as autoridades e que a prioridade, no momento, é a segurança da equipe. “Assim que tivermos mais detalhes, voltaremos a nos manifestar". “O país encerrará essa tormenta de ódio e o amor prevalecerá junto com a liberdade de expressão”, encerra o texto.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247