Avon chama leitores

A gigante americana da rea de cosmticos coleciona bestsellers e domina 20% do mercado editorial brasileiro



Natália Rangel -- Enquanto livros digitais avançam em países como os EUA e a Espanha, com crescimento de mercado superior a 70%, segundo estudos recém divulgados, no Brasil ainda engatinhamos. Por aqui o que vem crescendo é a venda de livros no modelo mais antigo que se tem notícia: porta a porta. Embora o plano das editoras seja a digitalização de todo o seu conteúdo, o processo tem sido lento e, na prática, a diversidade de títulos disponíveis no novo formato ainda é pequena e os preços, nada convidativos. Com a crônica falta de livrarias pelo País (existe uma para aproximadamente 64 mil habitantes), a solução é ir até o leitor, o que a gigante americana Avon tem feito e obtido bons resultados nos últimos três anos. Em tempos de ePub (o MP3 dos livros), a empresa de cosméticos, que também vende livros, quadruplicou a sua participação no mercado editorial brasileiro.

Segundo o site especializado Publishing Perspectives, no quesito popularidade, figurar no catálogo da Avon hoje é quase como estar no círculo do livro da apresentadora americana Oprah Winfrey. Só em 2009 a Avon faturou R$ 670 milhões com livros no Brasil. E no ano passado esse valor superou a marca de R$ 1 bilhão – o que representa a venda de 23 milhões de livros. Os primeiros bestsellers da Avon foram os livros de Paulo Coelho, com mais de 1,5 milhão de exemplares vendidos e segundo a Associação Brasileira de Difusão do Livro existem hoje 30 mil vendedores de livros porta a porta no Brasil, além de editoras especializadas em produzir exemplares para esse mercado. Além de Coelho, estão no ranking dos mais vendidos da Avon os livros de autoajuda e da série Crepúsculo, de Stephenie Meyer. E além da conveniência, os preços são atraentes. O best-seller A Menina que Roubava Livros, de Markus Zusak, por exemplo, custava nas livrarias R$ 39,90 e pela Avon, R$ 19,90. Resultado: foram 20 mil exemplares comercializados nas livrarias e o triplo, 60 mil, através dos vendedores que vão de porta em porta.

 

 

 

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email