"Bandido bom é bandido morto": a ala da Mangueira que fez história

Campeã do carnaval desfllou com crítica direta ao discurso de extrema-direita do bolsonarismo

(Foto: Reprodução)

247 – Num dos pontos mais impactantes de seu desfile, a Mangueira exibiu a ala "Bandido bom é bandido morto", que faz uma crítica direta ao discurso da extrema-direita bolsonarista e também exibiu como vítimas os grupos mais vulnerabilizados da sociedade brasileira. Confira:

Brasil 247 lança concurso de contos sobre a quarentena do coronavírus. Participe do concurso

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247