Baterista do Ira explica o fiasco da Copa

 "A um mês da Copa e nada de verde e amarelo ... sinto que o movimento paneleiro, hoje morto de vergonha, é o grande responsável pelo fracasso nas vendas de camisas, bandeiras, faixas e outros símbolos pátrios. A camisa da seleção virou uniforme de pato", diz o baterista do Ira, André Jung

 "A um mês da Copa e nada de verde e amarelo ... sinto que o movimento paneleiro, hoje morto de vergonha, é o grande responsável pelo fracasso nas vendas de camisas, bandeiras, faixas e outros símbolos pátrios. A camisa da seleção virou uniforme de pato", diz o baterista do Ira, André Jung
 "A um mês da Copa e nada de verde e amarelo ... sinto que o movimento paneleiro, hoje morto de vergonha, é o grande responsável pelo fracasso nas vendas de camisas, bandeiras, faixas e outros símbolos pátrios. A camisa da seleção virou uniforme de pato", diz o baterista do Ira, André Jung (Foto: Leonardo Lucena)

247 - O baterista do Ira, André Jung, chamou a atenção para a falta de empolgação dos brasileiros com a Copa do Mundo da Rússia, que tem início no mês que vem, em um texto publicado em sua página no Facebook:

"A um mês da Copa e nada de verde e amarelo ... sinto que o movimento paneleiro, hoje morto de vergonha, é o grande responsável pelo fracasso nas vendas de camisas, bandeiras, faixas e outros símbolos pátrios. A camisa da seleção virou uniforme de pato".

Ao vivo na TV 247 Youtube 247