CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Cultura

Bethânia reaparece e manda recados. Em versos

Cantora faz seu primeiro show aps a polmica da Lei Rouanet, mas se esconde dos fs e da imprensa

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

Por Diego Palmieri – Palavras entaladas disparadas em versos. Essa foi a forma que a cantora Maria Bethânia encontrou para responder aos ataques que sofre há duas semanas. Na noite da terça-feira, a baiana apresentou em São Paulo o show “Bethânia e as Palavras”, marco inicial das atividades do polêmico projeto homônimo que prevê a construção de um blog de R$ 1,3 milhão, financiado com recursos da Lei Rouanet, ou seja, com recursos públicos.

Maricotinha, como é chamada pelos mais íntimos, usou a poesia de escritores luso-brasileiros para mandar seu recado. “Quem fala de mim tem paixão”, soltou logo no início ao recitar o texto “Olho de Lince”, de Wally Salomão. Em seguida, disparou: “Você pode me empurrar pro precipício. Não me importo com isso. Eu adoro voar”, da obra “Alta Tensão”, de Bruna Lombardi.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Tropeçando em alguns versos, o que deixou em dúvida se estaria nervosa, a filha da centenária Dona Canô soube magnetizar a plateia com seu jeito delicado e sincero de declamar os escritores que tanto adora. Sem superprodução e tendo apenas os músicos Jaime Alem e Carlos César como parceiros, a cantora ficou uma hora no palco e só saiu de cena para voltar no bis, quando cantou a clássica “Ronda”, de Paulo Vanzolini. No show, Bethânia não recebeu nenhuma vaia do público.

Entre cantos, que foram de Caetano Veloso a Luiz Gonzaga, e poemas, de Fernando Pessoa a Guimarães Rosa, a baiana afirmou que o projeto “Bethânia e as Palavras” visa divulgar a poesia em escolas públicas, representando assim uma rica contribuição sua à sociedade.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

“É um luxo tudo isso, mas é um luxo útil”, desabafou após revelar que sempre estudou em colégios públicos. Na sequência, agradeceu a Icatu Seguros, anfitriã da noite que lotou boa parte das 506 cadeiras do pequeno teatro da Faap (Fundação Armando Álvares Penteado). “A Icatu quis patrocinar”, frisou.

Pena que, após a apresentação, contrariando o que costuma fazer, ela não recebeu os fãs em seu camarim. A reportagem do Brasil 247 ficou por quase uma hora na saída do espetáculo, quando um membro de sua equipe surgiu para dizer que a cantora não iria receber ninguém naquela noite. Alguns fãs ficaram revoltados e não arredaram o pé da porta por onde ela deveria passar. “Eu só quero dar um abraço nela, apenas isso”, berrou um jovem.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Escute uma canção interpretada por ela, composta pelo irmão Caetano (Reconvexo):

 

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO