‘Borat 2’ pode ter estreia adiada por problema legal levantado por família de sobrevivente do Holocausto

O problema envolve a tentativa por parte da família de sobrevivente, falecida recentemente, de cortar cenas em que ela aparece sem ter ciência de que estaria em um filme de comédia

Sacha Baron Cohen, ator protagonista de Borat (Eric Thayer/Reuters)
Sacha Baron Cohen, ator protagonista de Borat (Eric Thayer/Reuters) (Foto: Eric Thayer/Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O filme ‘Borat 2’ pode ter sua estreia adiada após os produtores do filme terem sido interpelados judicialmente pela família de uma sobrevivente do Holocausto, falecida recentemente, que foi entrevistada para o longa.

Segundo a família de Judith Jim Evans, ela ficaria “horrorizada” ao descobrir que as cenas que acreditava ter filmado para um documentário foram na verdade utilizadas em um filme de comédia, mesmo sendo este uma crítica ao movimento ultraconservador e anti-semita americano. 

Segundo o blog Glamurama, do Uol, Evans considerou processar Sacha Baron Cohen, o ator protagonista, e sua equipe ainda em vida. Nesta semana, sua filha cumpriu seu desejo no tribunal de Atlanta, pedindo uma indenização de US$75 mil por danos morais e a retirada das cenas gravadas com sua mãe do filme.

A princípio, o filme está projetado para ser lançado no dia 23 de outubro na Amazon Prime. 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email