Caetano lembra os 51 anos de sua prisão com Gil após instauração do AI-5

Caetano Veloso relembrou os 51 anos da prisão com o seu amigo e parceiro Gilberto Gil pela ditadura militar, em 27 de dezembro de 1968. Em uma postagem nas redes, Caetano divulgou um trecho do documentário "Narciso em Férias", que conta o momento da sua prisão e os seus sentimentos sobre o ocorrido

www.brasil247.com -
(Foto: Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil)


247 - Em sua página nas redes sociais, o cantor Caetano Veloso relembrou os 51 anos da prisão com o amigo Gilberto Gil pela ditadura militar que vigorava no Brasil. 

O recrudescimento do regime com a decretação do AI-5, em dezembro de 1968, institucionalizou a censura no país e naquele mesmo mês, no dia 27, Caetano e Gil foram presos.

Na postagem, Caetano divulgou um trecho do teaser do documentário “Narciso em Férias”, no qual conta o momento da sua prisão e os seus sentimentos sobre o ocorrido. O documentário trará o relato do cantor sobre os 54 dias que passou na prisão.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O documento ganha maior importância diante do governo Jair Bolsonaro. Recentemente, o deputado Eduardo Bolsonaro, filho de Jair Bolsonaro, e o ministro da Economia, Paulo Guedes, falaram em uma nova edição do AI-5 para conter possíveis manifestações contra as medidas de retrocesso do governo, como as realizadas no Chile.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email