Cannes com menos glamour

O tradicional hotel cinco estrelas de Cannes, smbolo do festival de cinema francs, poder ser vendido e transformado em um centro comercial

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Roberta Namour, correspondente do 247 em Paris

As portas do terraço do octogenário hotel Martinez se abriram pontualmente às sete horas da noite e Uma Thurman, Jude Law, Robert De Niro, Martina Gusman, e outros convidados lá presentes, se depararam com a sedutora vista da Croisette, como é chamado o boulevard que cerca a baía da cidade francesa de Cannes, onde acontece todos os anos o mais tradicional festival de cinema do país. Como segue a tradição, no dia anterior à abertura do evento, os júris se reunem em um jantar intimista no topo do hotel Martinez. Um suntuoso jantar é servido com creme a base de fois gras de pato, brandada de ostras e de boudin negro (em homenagem ao polonês Wladyslaw Szpilman, o pianista de Roman Polanski) e um capuccino achocolatado e prateado (especialmente dedicado a Tim Burton) – o requintado menu foi criado pelo chefe Christian Sinicropi, duas estrelas no guia Michelin. Mas esta tradicional cerimônia de abertura do festival deverá perder a sua glamourosa sede.

Construído em 1929, o estabelecimento, com seus 412 quartos e 27 suítes, acolhe todos os anos as principais celebridades do cinema internacional. Mas o número 73 do boulevard da Croisette irá, em breve, deixar de ser um cinco estrelas. Segundo o jornal Le Parisien, o hotel Martinez será vendido, desmembrado e transformado em um centro comercial ou em um prédio de escritórios. Seu valor imobiliário gira atualmente em torno de 300 milhões de euros, segundo o serviço jurídico da administração regional de Cannes. Mas se for colocado a venda em lotes separados, ele pode chegar a 1 bilhão de euros. Até esse ano, uma venda desse tipo era impossível. Segundo Pierre Zeghmar, advogado da família Martinez, o grupo Taittinger, que adquiriu o estabelecimento no dia 24 de abril de 1981 das mãos do Estado francês, se engajou em manter uma atividade hoteleira no local durante 30 anos. Essa cláusula, no entanto, expirou no dia 24 de abril de 2011. O fundo de investimento americano Starwood Capital, proprietário do hotel desde 2005, está agora livre para transformar o edifícil da forma que desejar.

Em 2010 esse mesmo fundo vendeu o Crillon para um membro da família royal da Arábia Saudita e o Lutetia para o grupo israelense Arlov, dois cinco estrelas parisienses. "Todo ano, quando o festival se aproxima, sempre há uma informação fantasiosa ligada ao hotel. Não há nada de concreto", desmentiu o Concorde Hotels & Resorts, grupo que se ocupa da gestão do Martinez. Cerca de dez milhões de euros foram recentemente investidos em obras de renovação e na abertura de 30 quartos no estabelecimento. Neste inverno, o bar e diversas suítes foram reformadas. Um anúncio que não convence Pierre Zeghmar. "Os investimentos são uma garantia de rentabilidade. Eles embelezam o hotel para melhor vendê-lo", diz. Em 2008, uma venda agrupada de diversos hotéis, entre eles o Martinez, chegou perto de ser concluída por 1,5 bilhão de euros.

O prefeito de Cannes nega temer uma eventual venda de um dos principais ícones da cidade. Por outro lado, a administração regional está prestes a inscrever o imóvel no plano local de urbanismo, o que garantiria o estatuto de hotel em caso de concessão. Mas segundo Zeghmar, essa medida não seria efetiva antes de julho de 2011 – o que deixaria até lá uma janela aberta ao grupo americano. Segungo o bando BNP Paribas Real Estate em estudo recente, o clima atual é favorável a transações nesse setor. As vendas de hotéis registraram uma alta de 190% esse ano, em relação a 2010. 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email