Com o Rei, artistas vão a Dilma sobre novo Ecad

Liderados por Roberto Carlos, cantores e compositores populares foram ao Palácio do Planalto para audiência com presidente; em pauta, detalhes sobre a fiscalização externa do Ecad; projeto de lei 129, do senador Humberto Costa, seria aprovado horas depois pelo plenário do Senado; nata da MPB presente em Brasília

Com o Rei, artistas vão a Dilma sobre novo Ecad
Com o Rei, artistas vão a Dilma sobre novo Ecad

247 – A presidente Dilma Rousseff teve um alívio em sua agenda, no inicío da noite desta quarta-feira 3, depois de semanas especialmente duros. Liderados por Roberto Carlos, grandes nomes da música popular brasileira, entre os quais Caetano Velos, Milton Nascimento, Erasmo Carlos e Ivete Sangalo participaram de audiência com a presidente para discutirem com ela detalhes da aplicação do projeto de lei 129, de autoria do senador Humberto Costa (PT-PE), que foi aprovado à noite pelo Senado.

O projeto estabelece uma monitoramento externo ao Ecad, empresa privada que arrecada e distribui direitos recursos de direitos autorais por execução de trabalhos musicais. Até aqui, o Ecad funciona sem auditagem externa, sendo alvo de reclamações de distorções. A ministra da Cultura, Marta Suplicy, é uma das incentivadoras do projeto. Ela acompanhou os artistas até a presidente.

O projeto de lei já havia sido aprovado por unanimidade na Comissão de Assuntos Econômicos do Senado na manhã desta quarta 3. A aprovação em plenário chegou a ser ameaçada pelo tucano Aloysio Nunes (SP), que disse que teria de fazer consultas a técnicos antes de dar seu novo voto. Em protesto contra a posição de Aloysio, organizou-se a partir da manifestação de alguns artistas, um tuitaço contra Aloysio, para que ela aprovasse logo a matéria.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247