Bolsonaro indica que não vai assinar Prêmio Camões de Chico Buarque

Com a habitual repulsa às artes, Jair Bolsonaro sinalizou que se negará a assinar o Prêmio Camões vencido pelo compositor e escritor Chico Buarque. “Eu tenho prazo? Até 31 de dezembro de 2026, eu assino”, disse Bolsonaro. Mais importante prêmio concedido a trabalhos em língua portuguesa, o prêmio foi vencido pelo escritor Raduan Nassar em 2017

(Foto: Ricardo Stuckert)

247 - Com a habitual repulsa às artes, Jair Bolsonaro sinalizou que se negará a assinar o Prêmio Camões recebido pelo compositor e escritor Chico Buarque de Hollanda. 

“É segredo. Chico Buarque?”, disse o presidente ao jornalista Gustavo Uribe, da Folha de S. Paulo. “Eu tenho prazo? Até 31 de dezembro de 2026, eu assino”, completou.

Apesar do diploma não estar com o autógrafo de Bolsonaro, o valor que o Brasil deve desembolsar já foi pago, em junho. Brasil e Portugal pagam, cada um, metade do prêmio total de 100 mil euros (R$ 447,3 mil).

Mais importante prêmio em concedido a trabalhos em língua portuguesa, o prêmio foi vencido pelo escritor Raduan Nassar em 2017. 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247