Desfiles agitam carnaval em São Paulo

Desfiles das tradicionais Vai-Vai e Rosas de Ouro levantaram o pblico e colocaram as escolas entre as favoritas ao ttulo de 2012

Desfiles agitam carnaval em São Paulo
Desfiles agitam carnaval em São Paulo (Foto: PAULO WHITAKER/REUTERS)

247 com Agência Estado - A primeira noite de desfiles do Grupo Especial das Escolas de Samba de São Paulo começou com lotação máxima no sambódromo do Anhembi. Com muito luxo e grandes alegorias, sete agremiações passaram pela passarela do samba paulistano entre a noite de sexta-feira, 17, e a madrugada deste sábado, 18. Os desfiles das tradicionais Vai-Vai e Rosas de Ouro levantaram o público e colocaram as escolas entre as favoritas ao título de 2012. Camisa Verde e Branco, Império de Casa Verde, Mancha Verde e Acadêmicos do Tucuruvi também fizeram apresentações técnicas e agora aguardam a apuração das notas, que acontece na próxima terça-feira, 21.

Outras sete escolas fecham o Carnaval paulistano na noite de sábado e madrugada de domingo. A Dragões da Real, agremiação formada por uma torcida organizada do São Paulo Futebol Clube- abre os desfies, com um enredo que conta o amor pelas mães. Em seguida, passa pelo sambódromo a Pérola Negra. A tradicional agremiação da Vila Madalena irá falar a saga de Itanhaém, a segunda cidade mais antiga do Brasil. Já o desfile da tradicional Mocidade Alegre levará para avenida um romance do escritor Jorge Amado.

Representando a Pompeia, bairro da Zona Oeste de São Paulo, a escola Água de Ouro conta a história da Tropicália. O enredo mais curioso do segundo dia será contado pela Unidos de Vila Maria. A escola irá relatar o desenvolvimento das mãos na construção de um novo mundo. A penúltima escola do segundo dia será a Gaviões da Fiel, que promete emocionar o público. A escola ligada ao Corinthians irá homenagear o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Fechando o Carnaval de São Paulo, a escola Tom Maior falará sobre a paz, os componentes irão transmitir uma mensagem especial para o público.

Império de Casa Verde

O Império de Casa Verde, segunda escola a desfilar durante a primeira noite do Carnaval de São Paulo. No ano passado, a Império de Casa Verde escapou por pouco de um rebaixamento para o Grupo de Acesso do Carnaval de São Paulo. Neste ano a escola contou a história da visão e encantou o público - e o júri – com um grande jogo de luzes e imagens. O samba-enredo, "Na ótica do meu Império o foco é você", aproveitou conceitos da ciência, como a luz, criando uma apresentação de ilusões de ótica e criatividade.

X-9 Paulistana

Com o enredo "Trazendo para os braços do povo o coração do Brasil", a X-9 Paulistana desbrava 'Os Sertões' dessa gente varonil", a agremiação reconstituiu na passarela do samba as paisagens e costumes das regiões por onde atravessaram os competidores do Rally dos Sertões, competição que completa 20 anos de história. A escola apostou em alegorias e fantasias com toques regionais, desvendando os rincões do País. Uma das alegorias, por exemplo, levou a representação de um boi de cerca de 11 metros de altura, para a passarela do samba, uma referência às festas típicas das regiões Norte e Nordeste. Entre os destaques da escola estava a veterana Rita Cadillac.

Vai-Vai

Enquanto a Gaviões da Fiel homenageia o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no carnaval paulistano deste ano a Vai-Vai, atual campeã do Carnaval de São Paulo, lembrou de sua sucessora no Palácio do Planalto, a presidente Dilma Rousseff. A escola do tradicional bairro do Bixiga entrou na passarela às 3h15, com o samba-enredo "Mulheres que brilham", para homenagear mães, heroínas e artistas que fizeram a história brasileira, inclusive a primeira mulher a ocupar o mais alto cargo do País. A escola mostrou na passarela a trajetória da mulher na sociedade brasileira, de submissa a protagonista no desenvolvimento social e cultural da nação. O nome do samba-enredo faz alusão ao patrocinador do carnaval da Vai-Vai, uma marca de produtos de limpeza. Lembrando de grandes divas da cultura brasileira e com grandes e luxuosas alegorias, a Saracura está entre as favoritas ao título de 2012.

Rosas de Ouro

A Rosas de Ouro chegou ao sambódromo paulistano na madrugada deste sábado, às 4h18, para narrar a história de uma lendária terra de reis e guerreiros, a Hungria. No carnaval em que completa 40 anos de existência, a escola apagou a lembrança do decepcionante oitavo lugar na classificação de 2011. Em 2010, a Rosas havia sido a grande campeã, chegando ao seu sétimo título do Grupo Especial, numa história que sempre a coloca como uma das favoritas do carnaval paulistano. Com um desfile impecável, os passistas e as alegorias da escola contaram a saga de Janos, um fictício rei húngaro que viu seu reino ser invadido e foi obrigado a deixar as terras de seus ancestrais para trás. O seu destino, o Brasil. A grande estrela do desfile deste ano foi o empresário e apresentador Roberto Justus, no papel do Rei Mattias Corvinus, O Justo.

Mancha Verde

Sob os primeiros raios de sol do sábado, às 6h50, sob a bênção do mensageiro do axé, a Mancha Verde emocionada fechou a primeira noite de desfiles do carnaval paulistano deste ano em cortejo real. A agremiação, que tem origem na tradicional torcida organizada do Palmeiras, desfilou ao compasso de tambores com a história de Odú Obará, um dos príncipes do candomblé. Com o enredo "Pelas mãos do mensageiro do axé, a lição de Odú Obará: a humildade", a escola de samba levou para a passarela paulista a história do jogo de búzios, representado por meio da divindade identificada com a humildade, paciência e simplicidade.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247