Dilma diz que China é luz contra a decadência e escuridão da sociedade ocidental

Declaração da ex-presidenta Dilma Roussef foi feita nesta segunda-feira (22) durante um debate sobre o lançamento do livro "China, o Socialismo do Século 21", publicado pela Boitempo

Dilma Rousseff
Dilma Rousseff (Foto: ricardo stuckert)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - A ex-presidenta Dilma Rousseff (PT), deposta pelo golpe de 2016, afirmou que “a China representa uma luz nessa situação de absoluta decadência e escuridão que é atravessada pelas sociedades ocidentais". 

A declaração de Dilma foi feita nesta segunda-feira (22) durante um debate sobre o lançamento do livro "China, o Socialismo do Século 21"de autoria de Elias Jabbour (Uerj) e Alberto Gabriele (ex-economista da Unctad, agência da ONU para o comércio e desenvolvimento), publicado pela editora Boitempo. 

 "Não se pode deixar de admirar um país que sai do feudalismo, do mais brutal controle colonialista, para se tornar a segunda maior economia do mundo e a primeira em paridade de poder de compra. E tudo indica que, até o final da década, poderemos ver a China se transformar na maior economia do mundo", disse a ex-presidenta, de acordo com a Folha de S. Paulo

PUBLICIDADE

Ainda segundo ela, existe desinformação e preconceito contra o país asiático. “Há toda uma gama de preconceito e sujeito oculto no caso do desenvolvimento da China, pelo menos da perspectiva dos países ocidentais. Temos que entender a relação entre o partido e os instrumentos de Estado da superação da pobreza”, ressaltou. 

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

PUBLICIDADE

 

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email