Elisa Lucinda: tudo o que eu ganhei na vida foi a poesia que me deu

Ativista da palavra, a poeta, atriz, escritora, jornalista e professora Elisa Lucinda é responsável por levar o poema para o espaço aberto e ensinar muita gente a dizer e a fazer poesia. Criou a Casa Poema, faz um trabalho de empregabilidade de pessoas trans, faz o Versos da Liberdade, que leva poesia a meninos infratores e onde tem o programa Palavra de Polícia. Confira sua entrevista à Estação Sabiá, pela TV 247

Elisa Lucinda: tudo o que eu ganhei na vida foi a poesia que me deu
Elisa Lucinda: tudo o que eu ganhei na vida foi a poesia que me deu (Foto: Reprodução/Itaú Cultural)

Por Regina Zappa, 247 - Definida pela escritora Nélida Piñon como uma poeta que tem "a linguagem em chamas", a poeta, atriz, escritora, jornalista e professora Elisa Lucinda disse ao Estação Sabiá: "Tudo o que eu ganhei na vida foi a poesia que me deu." Ativista da palavra, Elisa, que é capixaba, foi para o Rio com vinte e poucos anos para ser atriz, mas a poesia, que já fazia morada nela, a capturou de vez. Precursora da poesia falada, do poema dito de forma coloquial, e não declamada, Elisa levou o poema para o espaço aberto e ensinou muita gente a dizer e a fazer poesia.

Criou a Casa Poema, onde faz workshops, ensina a "poesia falada". Faz um trabalho de empregabilidade de pessoas trans, faz o Versos da Liberdade, que leva poesia a meninos infratores e onde tem o programa Palavra de Polícia, que leva policiais a compreender e se sensibilizar com a força da poesia. Cidadania é o mote do seu trabalho e o objetivo é mostrar o poder da palavra. "A vida dos mais frágeis acaba ficando muito perto da violência, sua camada de proteção da cidadania é muito fininha, então torna-se urgente ensinar a essas pessoas o poder da palavra para que se expressem com a cabeça erguida."

Elisa diz que sempre quis falar para as pessoas do seu tempo, e agora muitos jovens conhecem seu trabalho. "Muito do que sempre falei está sendo compreendido agora". Disse ainda que o que o PT fez com a educação mexeu profundamente com a sociedade e que agora temos uma "chuva de institucionalização da ignorância".

Inscreva-se na TV 247 e assista à íntegra da entrevista:

Ao vivo na TV 247 Youtube 247