Elza Soares chega aos 90 anos e desabafa: "vim do planeta fome e continuo no planeta fome"

"Vim do planeta fome, continuo no planeta fome. É um país desigual, é uma coisa horrível, a gente vive nisso", disse a cantora Elza Soares, que comemora 90 anos nesta quarta-feira

Elza Soares
Elza Soares (Foto: Reprodução/Facebook)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A cantora Elza Soares, que comemora seus 90 anos nesta quarta-feira (22), avalia que a desigualdade é uma realidade brasileira que pouco mudou ao longo do tempo. "Vim do planeta fome, continuo no planeta fome. É um país desigual, é uma coisa horrível, a gente vive nisso", disse a cantora em entrevista ao G1

Elza também criticou a baixa participação da população nos protestos contra o racismo estrutural, que se espalharam por diversos países após a morte de George Floyd, asfixiado por um policial nos Estados Unidos. "O povo aqui não está nem aí. É mais um que vai embora. Lá não, eles protestam, é bonito, é forte. Acho que lá está certo", disse.  "Tem que gritar mesmo tem, tem que falar, tem que botar a boca no trombone, tem que gritar."

Ainda segundo ela, o momento atual decorrente da pandemia do novo coronavírus deverá servir para construir uma sociedade mais solidária. 

"A gente tem mania de andar de cabeça baixa e não olhar para o próximo. Estamos no momento de olhar para o próximo, vamos olhar, vamos nos ver", disse. "Tem que sair melhor, para pior não adiantava nada então. Sofrer tudo outra vez? Não. Acredito na sociedade. É daqui para melhor", completou.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247