Em 21 de outubro de 2015, Marty McFly foi parar no futuro

Em novembro de 1989, Marty McFly e Doc Brown chegaram ao futuro no segundo filme da trilogia De Volta para o Futuro; foram projetados para o dia 21 de outubro de 2015; entre as “apostas” da dupla não cumpridas estão carros voadores, uso de lixo como combustível e placas com códigos de barras; eles chegaram perto, no entanto, no uso de impressão digital para pagamentos

Em novembro de 1989, Marty McFly e Doc Brown chegaram ao futuro no segundo filme da trilogia De Volta para o Futuro; foram projetados para o dia 21 de outubro de 2015; entre as “apostas” da dupla não cumpridas estão carros voadores, uso de lixo como combustível e placas com códigos de barras; eles chegaram perto, no entanto, no uso de impressão digital para pagamentos
Em novembro de 1989, Marty McFly e Doc Brown chegaram ao futuro no segundo filme da trilogia De Volta para o Futuro; foram projetados para o dia 21 de outubro de 2015; entre as “apostas” da dupla não cumpridas estão carros voadores, uso de lixo como combustível e placas com códigos de barras; eles chegaram perto, no entanto, no uso de impressão digital para pagamentos (Foto: Roberta Namour)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Em novembro de 1989, Marty McFly e Doc Brown, interpretados por Michael J. Fox e Christopher Lloyd, chegaram ao futuro no segundo filme da trilogia De Volta para o Futuro. Foram projetados para o dia 21 de outubro de 2015.

Entre as “apostas” da dupla não cumpridas estão carros voadores: "Para onde vamos não precisamos de estradas", disseram no filme. O uso de lixo como combustível e placas com códigos de barras também n não se confirmaram.

Eles chegaram perto, no entanto, no uso de impressão digital para pagamentos e no skate voador. A Lexus demonstrou o funcionamento de seu hoverboard em agosto, que requer uma pista de trilhos de metal no chão para poder levitar.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247