Em desfile de carnaval, China é apresentada como terra da harmonia e do desenvolvimento

A República Popular da China e suas realizações econômicas e sociais foram o destaque no desfile da escola de samba Unidos de Vila Maria, em São Paulo, na madrugada deste domingo

Unidos de Vila Maria
Unidos de Vila Maria (Foto: Reprodução/Twitter)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O desfile da escola de samba Unidos de Vila Maria levou na madrugada deste domingo (23) ao desfile do Anhembi, em São Paulo, os famosos dragões chineses, figuras que representam a prosperidade e a fartura na cultura chinesa. 

A escola fez ainda um incentivo à leitura, mostrando uma figura gigantesca do filósofo chinês Confúcio em cima de uma biblioteca, com pergaminhos e livros. 

"É uma China moderna que quer estar dentro do mundo e o mundo dentro dela. A China está aberta, não é mais aquela China fechada, é um país que alimenta os mercados do mundo", diz o carnavalesco Cristiano Bara.

O samba-enredo "China: o sonho de um povo embala o samba e faz a Vila Sonhar" exalta o grande país oriental. Um dos versos diz que o mundo reverencia a China. Em outro trecho, o "dragão milenar" "emana energia que faz sonhar". A letra destaca as "mentes que brilham" e a fortuna que é "viver em perfeita harmonia". 

Em conjunto, a Unidos de Vila Maria mostra a China como "pátria guerreira da sabedoria", que "desperta potência e bonança". E termina com otimismo histórico: "Um novo tempo vem aí". 

Informações do Terra e G1

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247