Em entrevista a Pedro Bial, Woody Allen se defende de acusações de abuso sexual

Boicotado por causa de uma acusação de abuso sexual contra a própria filha, que ele afirma ser falsa, o cinesta Woody Allen disse não ter muita esperança de que mudem de opinião a respeito dele

(Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O cineasta Woody Allen, de 85 anos, concedeu entrevista ao Conversa com Bial, da TV Globo, veiculada nessa segunda-feira (8), e se defendeu de acusações de abuso sexual contra a própria filha. 

O diretor de cinema falou para Pedro Bial que essa história toda “é um erro”. “Eu citei psiquiatras, juízes, investigadores, todos os envolvidos para não parecer que era eu dizendo algo (…) Quando era hora de estabelecer os fatos da narrativa, eu tentei usar as palavras de assistente social, testemunhas, empregadas”, afirmou Allen. 

O cineasta tem o mesmo sentimento em relação a atores que dizem se arrepender de ter trabalhado com ele ou que nunca trabalhariam. “Eles têm a impressão errada. Talvez um dia entendam isso, talvez não, eu não sei, mas essa é a minha perspectiva sobre isso”, disse.

Um documentário chamado “Allen vs. Farrow”, que fala sobre as acusações de abuso sexual contra Woody Allen, vai ser lançado no próximo dia 21 pelo canal HBO.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email