Em livro, Lobão chama Dilma de torturadora

Compositor lança "Manifesto do Nada na Terra do Nunca" com duras críticas a figuras dos meios artístico e político do país; capítulo dedicado à presidente é intitulado de "Vamos Assassinar a Presidenta da República?"

Em livro, Lobão chama Dilma de torturadora
Em livro, Lobão chama Dilma de torturadora

247 – O músico e compositor Lobão ataca novamente de escritor. Depois de vender 150 mil exemplares de sua autobiografia ("Lobão - 50 Anos a Mil", editora Nova Fronteira), agora ele lança "Manifesto do Nada na Terra do Nunca".

Com tiragem inicial de 40 mil exemplares, o livro traz duras críticas a figuras dos meios artístico e político do país.

A presidente Dilma Rousseff é chamada de "torturadora" - em capítulo cujo título é "Vamos Assassinar a Presidenta da República?"-, Roberto Carlos, de "múmia deprimida" e os Racionais MCs, de "braço armado do PT".

Segundo a Folha, Lobão acredita que sua apresentação na Virada Cultural, em maio, será um termômetro da reação do público. "Quando escrevia o livro, tive medo de ser 'simonalizado' [referência a Wilson Simonal], tachado de reacionário. Vamos ver se terei espaço para trabalhar."

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247