CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Cultura

Emanuelle em 3D

O clssico ertico da dcada de 1970 ser o primeiro filme do gnero a ganhar refilmagem com a nova tecnologia. Eva Green dever ser a protagonista

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 - Só nos EUA a indústria do cinema pornô tem um faturamento anual em torno dos US$ 3,6 bilhões. O setor é um dos primeiros a se apropriar das novas tecnologias do audiovisual. Afinal, esse mercado tem benefícios óbvios com o aumento da interatividade e da qualidade de definição da imagem. Depois de incorporarem o sistema de HD e de desenvolverem conteúdo para os portáteis, como os iPads e o iPhone 4, os produtores agora investem na tecnologia 3D. O primeiro filme a ser refilmado no novo formato será a série erótica Emanuelle, estrelada pela atriz francesa Sylvia Kristel e que se tornou um clássico pornô da década de 1970. A atriz, hoje com 62 anos, disse em entrevista ao jornal O Globo que espera ter uma pequena participação na nova produção.

Na época, o filme dirigido por Just Jaeckin, inspirado no livro homônimo de Marayat Andriane, teve locações na Tailândia e nas Ilhas Seychelles e se tornou um blockbuster mundial. Só na França ficou 13 anos em cartaz, custou US$ 500 mil e faturou US$ 100 milhões. O segundo país onde o filme fez mais sucesso foi o Japão – rendeu aos produtores US$ 16 milhões. A atriz cotada para intepretar a protagonista na nova versão é Eva Green (Os Sonhadores). No páreo para se firmar como a primeira produção erótica em 3D está o diretor italiano Giovanni Tinto Brass, 78 anos, e seu longa-metragem Chi há ucciso, Caligola?.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO