Escher, o ilusionista

Aps quatro dcadas de sua morte, o holands Escher, influncia de uma gerao de artistas contemporneos, ganha retrospectiva de sua carreira em So Paulo. Assista ao video da dupla Daft Punk, inspirado em tela do artista



✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247, informações da Agência Estado - Depois de passar por Brasília e Rio de Janeiro, chega a São Paulo uma das mais impressionantes exposições do artista gráfico holandês Maurits Cornelis Escher (1898-1972), que reúne uma representativa amostra das mais de 400 obras do acervo do Haags Gemeente Museum – instituição que mantém o Museu Escher na Holanda. Todo esse acervo está na mostra “O Mundo Mágico de Escher” que abre nesta terça-feira 18 no Centro Cultural Banco do Brasil na capital paulista. Com seu traçado geométrico e vertiginoso, Escher é conhecido por explorar efeitos óticos bizarros e distorções visuais que influenciaram toda uma geração de artistas modernos. A dupla francesa Daft Punk tem alguns vídeos inspirados na estética criada por Escher (a tela Encounter) e o Incubus também fez o mesmo para a sua musica Drive a partir da obra Drawing Hands. Até o criador de Os Simpsons, Matt Groening, criou episódios e tiras inspiradas nos grafismos do artista holandês. A mostra que está no Brasil exibe 95 trabalhos de Escher entre originais e desenhos, incluindo os seus trabalhos mais famosos.

Para reunir as obras mais significativas de Escher, o curador da exposição Pieter Tjabbes esteve no museu na Holanda e selecionou obras num recorte cronológico, que vai de 1919 a 1960. "É importante ressaltar que essa é uma oportunidade única do brasileiro conhecer o trabalho original do artista gráfico, já que após essa exposição, as obras não serão emprestadas pelo Museu Escher durante os próximos quatro anos". Pieter explica que, pela regra internacional, quando obras ficam expostas durante muito tempo, sofrem incidências de luz e podem perder intensidade de cores e por isso devem ser preservadas com maior cuidado nos anos seguintes. O público que for ao CCBB vai passar por algumas experiências interativas para tentar desvendar os efeitos que geram impressionantes ilusões óticas - característica marcante dos trabalhos de Escher. Em uma de suas obras, por exemplo, o espectador olha pela janela de uma casa e vê tudo em ordem; em seguida, observa o mesmo trabalho de outra janela e vê tudo flutuando. Outra forma de experiência interativa será na exibição de um filme em 3D que possibilitará um divertido passeio por dentro das obras do artista gráfico holandês. O curador explica que era justamente este o objetivo do artista com suas obras que representava construções impossíveis, preenchimentos regulares do plano, explorações do infinito e metamorfoses nas figuras que desenhava. “Ele queria que as pessoas parassem em frente à obra e se questionasse: Será que é isso mesmo que estou vendo?"

Serviço: O Mundo Mágico de Escher - Centro Cultural Banco do Brasil (Rua Álvares Penteado, 112, Centro). Tel. (011) 3113-3651. Abertura amanhã. De ter. a dom., das 9h às 20h. Até 17/7. Grátis.

continua após o anúncio

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

continua após o anúncio

Ao vivo na TV 247

Cortes 247