CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Cultura

Festa do Jazz

A primeira edio da mostra Jazz na Fbrica trar ao Brasil nomes como Dee Dee Bridgewater (foto) e Archie Sheep

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 - A cidade de São Paulo será o centro nervoso do jazz mundial no mês que vem. Importantes personalidades estrangeiras e brasileiras se reunirão no Sesc Pompeia para participar da primeira edição da mostra Jazz na Fábrica, mais novo projeto musical do país. Entre as atrações, estão a cantora Dee Dee Bridgewater (foto), vencedora de vários Grammys e dona de um estilo que se inspira em Ella Fitzgerald, ícones da história do jazz como o saxofonista americano Archie Shepp e o novo projeto de Mats Gustafson, o Fire!, além do trio americano Bad Plus, conhecido por reinterpretar e dar novos e sofisticados arranjos a músicas de Nirvana, Blondie, Tears for Fears e Rush.

Eles dividirão o palco com artistas brasileiros, como a dama do jazz Leny Andrade e o som experimental de André Marques Sexteto, além da sonoridade jazz-eletrônica do holandês Blazin´Quartet. A programção teve curadoria da equipe do Núcleo de Música do SESC Pompeia e foi concebida para ser um panorama atual da produção jazzística no Brasil e no mundo. O objetivo, segundo o técnico de programação Wagner Palazzi, é valorizar a cena e seus diferentes representantes, além de possibilitar ao público o acesso a shows internacionais a preços populares.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Além dos shows, o Jazz na Fábrica traz como diferencial a realização de quatro jam sessions com entrada gratuita na Choperia do SESC Pompeia. Todos os sábados, das 22h a 0h, grupos liderados por Arismar do Espírito Santo (dia 07), Filó Machado (dia 14) e Djalma Lima (dia 21), além do Quarteto Tempo (dia 28) convidam outros instrumentistas para encontros marcados pela improvisação. Músicos que estiverem na plateia também podem participar da “canja”. Na rua central do SESC Pompeia, durante os finais de semana, grupos de street jazz farão performances em diferentes horários, compondo o clima jazzístico que estará presente na unidade durante o mês de maio.

 

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Programação completa:

 

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Dee Dee Bridgewater (EUA)

Dee Dee Bridgewater começou a carreira em Nova Iorque em 1970 e ganhou seu primeiro Grammy ® Awards como "Melhor Cantora de Jazz" em 1998, conquistando assim o coração do público. Dee Dee participou de diversos musicais da Broadway, ganhou muitos prêmios e tem sua carreira inspirada em Ella Fitzgerald. Nestes dois shows, Dee Dee é acompanhada dos músicos Edsel Gomez (piano), Kenny Davis (baixo), Lewis Nash (bateria) e Craig Handy (sopros).   

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

 07 e 08, sábado, às 21h e domingo às 19h

Teatro

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

R$ 32,00 (inteira); R$ 16,00 (usuário matriculado no SESC e dependentes, +60 anos, estudantes e professores da rede pública de ensino). R$ 8,00 (trabalhador no comércio e serviços matriculado no SESC e dependentes).

 

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Leny Andrade & Banda Sambop

Consagrada como uma das mais importantes interpretes do jazz brasileiro, Leny Andrade iniciou sua carreira apresentando-se em night-clubs e, em curto período, ganhou fama e nome de destaque na música popular brasileira, especialmente na Bossa Nova. "Leny Andrade e Sambop" é um espetáculo que faz uma seleção de músicas que foram importantes na carreira da cantora, entre sucessos da MPB, bossa nova e standarts do jazz. Leny Andrade (vocal) é acompanhada por Paulinho Trompete (trompete e flugel horn), Widor Santiago (sax), Hamleto Stamato (piano), Ney Conceição (baixo) e Erivelton Silva (bateria).

12, quinta, 21h30

Choperia

R$ 20,00 (inteira); R$ 10,00 (usuário matriculado no SESC e dependentes, +60 anos, estudantes e professores da rede pública de ensino). R$ 5,00 (trabalhador no comércio e serviços matriculado no SESC e dependentes).

 

Fire! (Suécia) e Hurtmold

Fire! é um novo projeto do saxofonista sueco Mats Gustafsson, um dos nomes mais prolixos e importantes da cena free jazz contemporânea. Ao lado de Johan Berthling (baixo, guitarra e órgão) e Andreas Werlin (bateria e percussão), o trio chega pela primeira vez ao Brasil com repertório do disco “You Liked Me Five Minutes Ago”, lançado em 2010. Mats Gustafsson é conhecido por seus diversos projetos e parcerias, que vão do jazz ao rock, ao lado de nomes como, Peter Brötzmann, Phil Minton, Joe McPhee, o trio italiano Zu e Thurston Moore. A idéia central do Fire! é criar uma sonoridade a partir da mistura da música instrumental experimental distorcida. Inspirada na música eletro acústica da Suécia e de uma grande variedade de bandas de garagem do rock e do free jazz, Fire! cria uma nova linguagem e novos modelos de como a musica improvisada pode ser feita.

Hurtmold. Formada em 1998 pelos amigos Mauricio Takara, Guilherme Granado, Marcos Gerez, Mário Cappi e Fernando Cappi, a banda vem se apresentando pelo Brasil e exterior e lançando discos desde então. Em 2003, Rogério Martins se integra ao Hurtmold. Com base no rock, mas empilhando outras diversas referências (musicais ou não) o grupo se utiliza de inúmeros instrumentos resultando numa sonoridade de forte caráter orgânico, recheado de texturas, ora tensas ora delicadas e sempre aberta a improvisações. O Hurtmold já dividiu o palco com músicos como o norte-americano Rob Mazurek, o brasileiro Paulo Santos (Uakti) e o suíço Thomas Rohrer. Em 2008 foram convidados pelo músico carioca Marcelo Camelo (Los Hermanos) para gravar em seu disco algumas faixas e ser sua banda de apoio nos shows do trabalho solo, se apresentando pelo país e Portugal. Choperia. Não recomendado para menores de 18 anos. A choperia é classificada como casa noturna em função da venda de bebidas alcoólicas.

13, sexta, 21h30

Choperia

R$ 16,00 (inteira); R$ 8,00 (usuário matriculado no SESC e dependentes, +60 anos, estudantes e professores da rede pública de ensino). R$ 4,00 (trabalhador no comércio e serviços matriculado no SESC e dependentes).

 

Bons Amigos, com Toninho Horta, Robertinho Silva, Heraldo do Monte e Arismar do Espírito Santo

O projeto teve origem com o lançamento do álbum “Cape Horn”, uma parceria premiada entre Toninho Horta e Arismar do Espírito Santo. Para as gravações e os shows, foram convidados os músicos Heraldo do Monte e Robertinho Silva. Após a turnê, e cada dia mais entrosados, os quatro resolveram montar um novo show, intitulado Bons Amigos. O resultado é um encontro entre quatro dos nossos mais renomados instrumentistas para celebrar a música brasileira.

13, sexta, 21h

Teatro

R$ 20,00 (inteira); R$ 10,00 (usuário matriculado no SESC e dependentes, +60 anos, estudantes e professores da rede pública de ensino). R$ 5,00 (trabalhador no comércio e serviços matriculado no SESC e dependentes).

 

Christian Scott

Premiado trompetista, compositor e produtor, Scott lançou em 2010 seu quarto disco solo, “Yesterday You Said Tomorrow”, com influências de seus heróis dos anos 60 – Miles Davis, Coltrane, Charles Mingus, Bob Dylan, Jimmy Hendrix - e com uma mensagem social sobre a importância da música nos assuntos da cultura contemporânea. Nascido em New Orleans, em 1983, o músico tem seu estilo marcado pela Whisper Technique (técnica do sussurro) em que ele dá maior ênfase à respiração do que à vibração ao tocar. O trompetista faz show no Brasil acompanhado de Matt Stevens (guitarra), Jamire Williams 9bateria), Milton Fletcher (piano) e Kristopher Funn (contrabaixo).

14 e 15, sábado e domingo, 21h e 19h.

Teatro

R$ 20,00 (inteira); R$ 10,00 (usuário matriculado no SESC e dependentes, +60 anos, estudantes e professores da rede pública de ensino). R$ 5,00 (trabalhador no comércio e serviços matriculado no SESC e dependentes).

 

André Marques Sexteto e Blazin´ Quartet (Holanda)

Pianista do grupo de Hermeto Pascoal há mais de 10 anos, integrante do Trio Curupira – que obteve indicação para o Grammy Latino e ao Prêmio da Música brasileira de 2009 -  e líder da orquestra Vintena Brasileira, André  já gravou e se apresentou ao lado de grandes nomes como Natan Marques, Arrigo Barnabé, Luciana Souza, Danilo Caymmi, Yamandu Costa, Dominguinhos, Hamilton de Holanda, entre outros. Na apresentação, mostra composições autorais ao lado de Guilherme Fanti (guitarra); Diego Garbin (trompete); Eloy Porto (trombone); Marcel Bottaro (contrabaixo) e Márcio Correia (bateria e percussão).

Blazin´Quartet. Formado pelos jovens músicos Joao Driessen (saxofone), Michael Rörby (trombone), Michael Rörby (trombone), Mihail Ivanov (baixo) e Srdjan Ivanoic (bateria, percussão, loops), o grupo faz jazz brincando com sonoridades da música eletrônica, que ganham espaço na ausência de um piano ou qualquer instrumento harmônico. Já se apresentaram em diversos festivais como o North Sea Jazz Festival 2009, ocasião em que lançaram seu CD de estreia 'Finding A Way'

19, quinta, às 21h

Teatro

R$ 16,00 (inteira); R$ 8,00 (usuário matriculado no SESC e dependentes, +60 anos, estudantes e professores da rede pública de ensino). R$ 4,00 (trabalhador no comércio e serviços matriculado no SESC e dependentes).

 

Bodes e Elefantes e Knalpot (Holanda)

Trabalho solo do músico paulistano Guilherme Granado (Hurtmold, São Paulo Underground, Marcelo Camelo). Granado compõe, produz e grava seus discos e, para apresentações ao vivo, conta atualmente com uma banda formada por ele, Marcos Gerez, Mauricio Takara,

Knalpot. Dupla de eletrônica experimental sediada em Amsterdam, formada pelo guitarrista franco alemão Raphael Vanoli e pelo baterista austríaco Gerri Jäger. Influenciados por artistas como Chris Clark, Christian Fennesz, Jonny Greenwood, Mohawke Hudson, entre outros, o duo produz música eletrônica sem a utilização de computadores. Cada faixa é uma arquitetura cuidadosamente esculpida e trabalhada com virtuosismo e determinação. 

20, sexta, ás 21h30

Choperia

R$ 16,00 (inteira); R$ 8,00 (usuário matriculado no SESC e dependentes, +60 anos, estudantes e professores da rede pública de ensino). R$ 4,00 (trabalhador no comércio e serviços matriculado no SESC e dependentes).

 

Quinteto Vento em Madeira

Vento em Madeira é formado pelo piano de Tiago Costa, que contribui também como compositor e arranjador, o contrabaixo de Fernando Demarco que retorna ao Brasil após longa temporada morando na Europa, mais a bateria/percussão polirrítmica e criativa de Edú Ribeiro, que também contribui como compositor para o quinteto; madeiras essas somadas aos ventos das flautas de Léa Freire e dos saxes e flautas de Teco Cardoso, ambos contribuindo também como compositores. Um trabalho que, além de composições autorais, privilegia e homenageia alguns mestres como Moacir Santos (Samba di Amante) e Nelson Cavaquinho (Luz Negra).

20, sexta, às 21h

Teatro

R$ 16,00 (inteira); R$ 8,00 (usuário matriculado no SESC e dependentes, +60 anos, estudantes e professores da rede pública de ensino). R$ 4,00 (trabalhador no comércio e serviços matriculado no SESC e dependentes).

 

Orquestra Ouro Negro

Criada em 2001 por Mario Adnet e Zé Nogueira, a Orquestra Ouro Negro nasceu com o objetivo de homenagear a obra do compositor Moacir Santos. O grupo é formado por Andrea Ernest (flautas), Ubaldo Versolato (clarinete e sax alto), Eduardo Neves (sax tenor e flauta), Teco Cardoso (sax barítono e flauta), Jessé Sadoc (trompete e flugelhorn), Philip Doyle (trompa), Vittor Santos (trombone), Antonio Henrique Seixas (trombone baixo), Ricardo Silveira (guitarra), Cristóvão Bastos (piano acústico e elétrico) e Marcos Nimrichter (piano acústico e elétrico e acordeom), Jorge Helder (contrabaixo), Jurim Moreira (bateria), Zé Nogueira (sax soprano) e Armando Marçal (percussão).

21 e 22, sábado às 21 e domingo às 19h

Teatro

R$ 16,00 (inteira); R$ 8,00 (usuário matriculado no SESC e dependentes, +60 anos, estudantes e professores da rede pública de ensino). R$ 4,00 (trabalhador no comércio e serviços matriculado no SESC e dependentes).

 

Bad Plus (EUA)

Conhecida por reinterpretar e dar novos e sofisticados arranjos a músicas como “Smells Like Teen Spirit” do Nirvana, “Heart of Glass”, do Blondie, “Everybody Wants to Rule The World", do Tears For Fears, "This Guy's In Love With You”, de Burt Bacharach e "Life On Mars", David Bowie e "Tom Sawyer" do Rush, desta vez, pela primeira vez em 10 anos lança um trabalho só com músicas próprias. Formado por Reid Anderson (contrabaixo), Ethan Iverson (piano) e David King (bateria), o trio é um dos grande nomes do jazz atual.

26 e 27, quinta e sexta, às 21h

Teatro

R$32,00 (inteira); R$ 16,00 (usuário matriculado no SESC e dependentes, +60 anos, estudantes e professores da rede pública de ensino). R$ 8,00 (trabalhador no comércio e serviços matriculado no SESC e dependentes).

 

Zérró Santos Big Band Project

Com 23 músicos, e dirigida pelo contrabaixista Zérró Santos, o grupo é um ousado projeto: seis saxofones, duas trompas, quatro trombones, uma tuba, cinco trompetes, contrabaixo, guitarra, acordeom, percussão e bateria, apresentando um repertório que vai das toadas e modinhas até Pixinguinha e Moacir Santos, passando pelo baião, frevo e maracatu até standards do Jazz.

27, sexta, às 21h30

Choperia

R$16,00 (inteira); R$ 8,00 (usuário matriculado no SESC e dependentes, +60 anos, estudantes e professores da rede pública de ensino). R$ 4,00 (trabalhador no comércio e serviços matriculado no SESC e dependentes).

 

Archie Shepp Quartet (EUA)

Archie Shepp começou a tocar jazz no início dos anos 60 e continua a deslumbrar o público ao redor do mundo ao tocar seu saxofone tenor, acompanhado por sua voz inconfundível. Archie é um dos principais colaboradores do freejazz. Nos dois concertos que fará no Festival Jazz na Fábrica no SESC Pompeia, Brasil, é acompanhado do trio Darryl Hall (baixo), Tom Mc Clung (piano) e Steve Mc Craven (bateria).

28 e 29, sábado às 21h e domingo às 19h

Teatro

R$32,00 (inteira); R$ 16,00 (usuário matriculado no SESC e dependentes, +60 anos, estudantes e professores da rede pública de ensino). R$ 8,00 (trabalhador no comércio e serviços matriculado no SESC e dependentes).

 

Jam Sessions

Reproduzindo o clima dos clubes de jazz, grupos de música instrumental recebem convidados, em clima de improviso. Choperia.

Arismar do Espírito Santo e convidados

Com  Serginho Coelho (trombone), Thiago Espírito Santo (contrabaixo) e Cleber Almeida (bateria).

7, sábado. Das 22h a 0h.

 

Filó Machado e convidados

Com Olmir Stocker (guitarra), Pichu Borrelli (contrabaixo), Sérgio Machado (bateria), Michel Freidenson (piano), Walmir Gil (trompete) e François de Lima (trombone).

14, sábado, das 22h a 0h.

 

Djalma Lima e convidados

Com Bob Wyatt (bateria), Sizão Machado(contrabaixo), Vitor Alcântara (saxofone) e Sidmar Vieira (trompete).

21, sábado, das 22h a 0h.

 

Quarteto Tempo e convidados

Fábio Torres (piano), Paulo Paulelli (baixo), Celso de Almeida (bateria) e Marcus Teixeira (guitarra), convidam o saxofonista Vinícius Dorin.

28, sábado, das 22h a 0h.

 

Jazz na Rua

Durante as tardes dos finais de semana, grupos de “street jazz” se apresentam na rua Central. Grátis

Eureka on the Street

Com Anízio Nunes de Souza Neto (trompete), Willian Cássio Silva (sax alto), Osmar Aguiar (trombone), Haroldo Maciel (sax tenor), José Carlos Rodrigues Junior (percussão), Bruno Ricardo Luz (percussão), Vando de Brito Gonçalves (tuba).

7 e 29, sábado, às 17h30 e 20h. Domingo, às 16h e 18h.

 

Original Street Band

Com Eliezer Roberto da Silva (trompete), Frank Edson de Oliveira (tuba), Eduardo Mark (banjo) e Wagner da Silva (washboard). Rua Central. Grátis.

8 e 14, sábado às 17h30 e 20h. Domingo, às 16h e 18h.

 

The Jazz Brothers

Com Eliezer Roberto da Silva (trompete), Eloy Porto Neto (trombone), Donizeti Tadeu Castanho (sax alto), Frank Edson de Oliveira (tuba), Donald Ricardo Sarti (banjo) e  Dalmo Di Napoli Guzela (washboard). Rua Central. Grátis.

15 e 21, sábado às 17h30 e 20h. Domingo às 16h e 18h.

 

Banda Performática

Com  Dante de Paula Santos (tuba), Gabriel Marotte (percussão), Marcelo Cordeiro Junior (sax tenor) e Mario Campo Bello (trompete).

22 e 28, sábado às 17h30 e 20h. Domingo, às 16h e 18h.

 

Atividades Formativas

Workshop com André Marques

Voltado para músicos profissionais e amadores

14, sábado, das 15h às 17h

Grátis – retirada de ingressos a partir de 1 hora antes

 

Workshop com Lea Freire

Voltado para músicos profissionais e amadores

28, sábado, das 15h às 17h.

Grátis – retirada de ingressos a partir de 1 hora antes

 

Workshop com Bob Wyatt

Voltado para músicos profissionais e amadores

21, sábado, das 15h às 17h

Grátis –retirada de ingressos a partir de 1 hora antes.

 

Jazz: Introdução à Grande Arte do Improviso

Um panorama da evolução do jazz como linguagem musical por meio de seus estilos principais, com ênfase no período moderno (pós-década de 1940) e no atual cenário desse gênero, que se globalizou. A análise é ilustrada por gravações históricas, em áudio e vídeo. O curso dirige-se ao apreciador de música em geral, sem necessidade de conhecimento técnico.  

Com Carlos Calado

11, 18, 25 de maio e 01 de junho, quartas.

Das 19h30 às 21h30.

Hammond Grooves: introduzindo o jazz com Daniel Daibem

Neste misto de show e aula, a banda Hammond Groove e Daniel Daibem convidam o público a decifrar o idioma do jazz.

5, quinta, 21h.

Grátis – retirada de ingressos a partir de 1 hora antes.

 

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Carregando...

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Carregando...

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO