História de Eva Perón vira desenho na Argentina

Longa A Me dos Pobres foi produzido com verba do governo e promete ser a principal atrao durantes as eleies presidenciais do pas

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Por Manuela Meneses_247 - A eterna primeira dama argentina, Eva Perón, já foi retratada diversas vezes em filmes e livros. Agora, em formato inovador, sua vida retorna às telonas, porém, em formato de animação. O ponto alto da história é o movimento ativista liderado por Evita durante o governo de seu então marido, o general Juan Domingo Perón. O objetivo dos produtores é mostrar, com uma mescla entre imagens históricas e desenhos animados, os seis últimos anos da vida de Evita e explicar determinados assuntos de sua atuação política na Argentina, inclusive temas que causaram interpretações divergentes na imprensa mundial.

Será mostrado de forma romanceada o casamento entre Evita e o general Perón, o trabalho em defesa dos operários e mulheres e sua batalha contra o câncer, até sua morte, em 26 de julho de 1952. As cenas mais emocionantes foram baseadas na suposta frase dita pela primeira dama argentina em seu leito de morte: “Voltarei e serei milhões”. O revival sobre o maior ícone feminino da história do país pode ser definido como uma atualização do exemplo de coragem deixado por uma mulher que acreditou no melhor da humanidade.

A estreia de “A Mãe dos Pobres” está marcada para outubro, durante as eleições presidenciais do país. A data de lançamento será um dos enfoques da campanha de reeleição da atual presidente Cristina Kirchner, que é do partido peronista. “A obra louva a vida de Evita, defensora dos direitos do trabalhador e das mulheres”, afirmaram os produtores em um comunicado. A trilha sonora é assinada por Gustavo Santaolalla, ganhador do Oscar por O Segredo de Brokeback Mountain. O longa-metragem foi dirigido pela diretora da estatal argentina Rádio Nacional, Maria Seoane, e teve verba do Banco de La Nación para ser produzido.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email