J.K. Rowling é acusada novamente de estimular transfobia

Em “Troubled blood”, a autora, da saga de Harry Potter, retrata a história de um assassino em série que se veste como mulher para matar mulheres cis

J.K. Rowling
J.K. Rowling (Foto: Carlo Allegri/Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - J.K. Rowling a autora que ficou mundialmente conhecida com a saga “Harry Potter” foi acusada nas redes sociais de mais uma vez agir de forma transfóbica. 

Segundo reportagem do jornal Estado de S.Paulo, Em “Troubled blood”, seu novo livro,  ela retrata a história de um assassino em série que se veste como mulher para matar mulheres cis. O caso é investigado pelo detetive Cormoran Strike, no quinto livro sob o pseudônimo de Robert Galbralth.

A reportagem também relembra que, no fim do ano passado, a escritora gerou polêmica ao defender Maya Forstater, uma pesquisadora britânica que perdeu o emprego em uma instituição sem fins lucrativos após ter dito que transgêneros não poderiam mudar de sexo biológico

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247