Jornalista e escritor Felipe Pena lança “Crônicas do Golpe”

O livro traz uma seleção de textos de Pena publicados no jornal Extra; a data do evento, que acontecerá na próxima quinta-feira 31 no Rio de Janeiro, também marca um ano do golpe contra Dilma Rousseff, quando foi afastada definitivamente da presidência após a confirmação do processo de impeachment pelo Senado; lançamento terá também um debate comandado pelo ex-ministro José Eduardo Cardozo

O livro traz uma seleção de textos de Pena publicados no jornal Extra; a data do evento, que acontecerá na próxima quinta-feira 31 no Rio de Janeiro, também marca um ano do golpe contra Dilma Rousseff, quando foi afastada definitivamente da presidência após a confirmação do processo de impeachment pelo Senado; lançamento terá também um debate comandado pelo ex-ministro José Eduardo Cardozo
O livro traz uma seleção de textos de Pena publicados no jornal Extra; a data do evento, que acontecerá na próxima quinta-feira 31 no Rio de Janeiro, também marca um ano do golpe contra Dilma Rousseff, quando foi afastada definitivamente da presidência após a confirmação do processo de impeachment pelo Senado; lançamento terá também um debate comandado pelo ex-ministro José Eduardo Cardozo (Foto: Gisele Federicce)

247 - O jornalista e escritor Felipe Pena lança na próxima quinta-feira 31 o livro "Crônicas do Golpe", que traz uma seleção de textos seus publicados no jornal Extra, do Rio.

A data também marca um ano do golpe contra Dilma Rousseff, quando foi afastada definitivamente da presidência após a confirmação do processo de impeachment pelo Senado.

O evento acontecerá na Travessa do Leblon, no Rio de Janeiro, às 19h, com um debate comandado pelo ex-ministro José Eduardo Cardozo, que defendeu Dilma no processo.

"Voltamos ao século XIX. Temas como o estado laico, a CLT, os direitos LGBT, a legislação ambiental e outras causas progressistas foram atacados de forma vil e quase irreversível. Pastores, vendedores de armas e ruralistas tomaram conta do país", diz Pena.

"É um momento histórico semelhante ao de 1964. Estamos assistindo ao triunfo do atraso e ao fim da República fundada com a Constituição de 1988. Vamos demorar décadas para desfazer esse retrocesso", afirma o escritor.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247