Juremir Machado: "a direita brasileira é insaciável e a imprensa participa de todos os golpes"

Em entrevista à TV 247, o jornalista e historiador Juremir Machado da Silva fala sobre seu livro, com bastidores do governo João Goulart, e revela como as elites nacionais são intrinsecamente golpistas

(Foto: Divulgação/Felipe Goncalves)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O jornalista e historiador Juremir Machado da Silva, autor de livros de referência sobre grandes personagens históricos, como Getúlio Vargas, João Goulart e Leonel Brizola participou na manhã do sábado 12 do Bom Dia 247, quando falou de seu livro “A memória e o guardião”, que traz correspondências inéditas de Jango. Ao ser questionado sobre por que Jango foi derrubado, mesmo sendo um político conciliador, Juremir foi direto ao ponto. “A direita brasileira é insaciável. Ela não quer apenas concessões, ela quer tudo”, afirma.

Ao relatar o papel dos meios de comunicação na derrubada de Jango, Juremir parecia estar tratando dos dias atuais, em que os grupos de comunicação participaram da conspiração golpista que derrubou a ex-presidente Dilma Rousseff para que, mais uma vez, fosse implantado um projeto econômico autoritário e concentrador de riqueza e renda. “O Brasil só teve quatro governos progressistas, os de Getúlio, Jango, Lula e Dilma, e a imprensa participou de todos os golpes”, diz ele.

Inscreva-se na TV 247 e assista à aula de história: 

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247