Marcelo Adnet: 'não podemos sucumbir aos ataques a artistas e imprensa, temos que ficar de pé'

O jornalista e humorista Marcelo Adnet saiu em defesa da imprensa e dos artistas. Ele disse: "a imprensa não foi feita para passar a mão na cabeça (...) Ela pode cobrar e pode ser cobrada, mas não ser ameaçada e vista como inimiga"

Marcelo Adnet: grande maioria tem consciência e não comemora a Ditadura
Marcelo Adnet: grande maioria tem consciência e não comemora a Ditadura
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O jornalista e humorista Marcelo Adnet saiu em defesa da imprensa e dos artistas. Ele disse: "a imprensa não foi feita para passar a mão na cabeça (...) Ela pode cobrar e pode ser cobrada, mas não ser ameaçada e vista como inimiga."

Em entrevista ao jornal Folha de S. Paulo, Adnet falou sobre o fato de a mídia ajudar Bolsonaro a se eleger: "claro, mas eu achava a questão dos petistas um pouco mais leve. Não era uma coisa tão pessoal, era contra a instituição. Agora é contra o repórter, acusações gravíssimas, coisas horrorosas sobre as mulheres, pegando o lado sexual. Uma coisa muito covarde, mas ficar de pé é a melhor resposta."

Sobre hostilidades na rua, o humorista disse: "uma vez no Humaitá veio uma senhora dizendo que eu apoiava a ditadura cubana. Eu disse "não, eu não apoio". "Mas e o Che Guevara" e sei mais lá o quê. Eu disse : "Senhora, não sei do que está falando". "Ah, mas eu li no Facebook que você apoia o Freixo [deputado federal do PSOL], isso quer dizer que apoia Cuba". É algo virtual, forjado propositadamente para distorcer a opinião pública para um lado."

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247