Michelle Bolsonaro quer censurar a música Micheque, dos Detonautas

Primeira-dama se prepara para entrar com ação judicial contra a banda de rock Detonautas, pela música que satiriza os depósitos de R$ 89 mil em sua conta bancária, feitos pelo ex-assessor do clã Bolsonaro Fabrício Queiroz. Ela quer que a música seja retirada da internet

(Foto: Isac Nóbrega/PR | Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A primeira-dama Michelle Bolsonaro se prepara para processar a banda de rock Detonautas, por conta da música Micheque, que faz uma sátira aos depósitos de R$ 89 mil em sua conta bancária, feitos pelo ex-assessor do clã Bolsonaro Fabrício Queiroz.

Michelle Bolsonaro se diz vítima de injúria, calúnia e difamação e quer que a música seja imediatamente removida de todas as playtaformas e proibida de ser executada em qualquer lugar público ou privado. 

Assista ao vídeo da música:


Veja a letra de "Micheque", composta pelo vocalista Tico Santa Cruz:

Hey, Michelle, conta aqui para nós

A grana que entrou na sua conta é do Queiroz?

Hey, capitão, como isso aconteceu?

Levante a mão pro alto e agradeça muito a Deus

Zero um é o Willy Wonka

Zero dois é o Bananinha

Zero três, o Tonho da Lua que comanda a turminha.

Passa o dia conspirando, arrumando confusão

Mas é tudo gente boa, gente de bom coração

Hey, Michelle, conta aqui para nós

A grana que entrou na sua conta é do Queiroz?

Hey, capitão, como isso aconteceu?

Levante a mão pro alto e agradeça muito a Deus

Se liga rapá, quem tu tá pensando que enganou?

Agora vem cá e mostra tudo que você pregou

Porque eu, sei lá, quando a gente passa alguém pra trás

E fica impunemente sempre se arriscando mais!

O risco é maior e a ganância toma tudo então

E quanto mais tem mais se sente o dono da situação

Só que comigo não. Nunca me enganou

Então responde logo como essa grana aí entrou

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247