Morre Ernesto Sabato

Escritor argentino autor de El tnel faleceu neste sbado aos 99 anos

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – Há dois meses de completar 100 anos e há poucas horas de ser homenageado pela Feira do Livro de Buenos Aires, o escritor argentino Ernesto Sabato morreu na madrugada deste sábado 30, na casa onde passou toda a vida. Vencedor do Prêmio Cervantes de Literatura (1984) e autor do clássico El Túnel, Sabato sofria há 15 dias de uma bronquite que, somada a um estado frágil de saúde, o levou à morte, segundo declarações de sua companheira, Elvira González Fraga.

Sabato é considerado um dos maiores nomes da literatura latino-americana, tendo dirigido a Comissão Nacional sobre o Desaparecimento de Pessoas (Conadep), entre 1983 e 1984. Foi ele quem redigiu o “Relatório Sábato”, também conhecido como “Nunca Mais”, sobre os horrores da ditadura militar argentina (1976-1983). Nascido em Rojas, na província de Buenos Aires, o escritor já confessou, em uma entrevista à revista Newsweek, que tentou por duas vezes o suicídio, mas que a arte o havia salvado.

O escritor começou a vida profissional como físico em Zurique, na Suíça, mas logo depois iniciou sua carreira literária e sua proximidade com o Grupo Sur – aliança política entre ONGs europeias e estratégias comuns, em prol dos direitos humanos. Ao final de sua vida, chegou a declarar ser mais próximo do “anarco-cristianismo” do que do ativo comunismo praticado durante a juventude.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email