Morre Rubén Aguirre, o ‘Professor Girafales’

Ator mexicano, intérprete do Professor Girafales no seriado Chaves, morreu aos 82 anos nesta sexta-feira 17; a causa da morte ainda não foi divulgada; a notícia foi confirmada pelo Twitter pelo ator Edgar Vivar, intérprete do Senhor Barriga: "Meu professor favorito descansa em paz... Hoje meu grande amigo Rubén Aguirre parte deste plano. Sentirei muito sua falta"

Ator mexicano, intérprete do Professor Girafales no seriado Chaves, morreu aos 82 anos nesta sexta-feira 17; a causa da morte ainda não foi divulgada; a notícia foi confirmada pelo Twitter pelo ator Edgar Vivar, intérprete do Senhor Barriga: "Meu professor favorito descansa em paz... Hoje meu grande amigo Rubén Aguirre parte deste plano. Sentirei muito sua falta"
Ator mexicano, intérprete do Professor Girafales no seriado Chaves, morreu aos 82 anos nesta sexta-feira 17; a causa da morte ainda não foi divulgada; a notícia foi confirmada pelo Twitter pelo ator Edgar Vivar, intérprete do Senhor Barriga: "Meu professor favorito descansa em paz... Hoje meu grande amigo Rubén Aguirre parte deste plano. Sentirei muito sua falta" (Foto: Gisele Federicce)

247 – O ator mexicano Rubén Aguirre, intérprete do Professor Girafales no seriado Chaves, morreu aos 82 anos nesta sexta-feira 17. A causa da morte ainda não foi divulgada.

A notícia foi confirmada pelo Twitter pelo ator Edgar Vivar, intérprete do Senhor Barriga: "Meu professor favorito descansa em paz... Hoje meu grande amigo Rubén Aguirre parte deste plano. Sentirei muito sua falta".

O ator, que sofre de diabetes, cálculos na vesícula e problemas de coluna, havia sido internado em maio com problemas respiratórios, ficando 11 dias internado. Em 2007, ele e sua mulher, Consuelo Reyes, sofreram um acidente de carro, quando Aguirre precisou deixar o palco e passar a usar cadeira de rodas.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247.Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247