Na Flip, poeta faz piada de produção literária de Temer

Nesta quinta-feira 30, a poeta Laura Liuzzi leu um poema sem identificar o autor em uma mesa da feira literária de Paraty; ao acabar a leitura, ela disse que o texto era de autoria do presidente interino e comentou que "o que dá pra perceber de cara é que é um poema bem ruim"; "O Temer tem tanta legitimidade como poeta quanto tem como presidente", disparou; na mesa de abertura do evento, ontem, o poeta Armando Freitas Filho já havia sido ovacionado com um discurso anti-Temer

Nesta quinta-feira 30, a poeta Laura Liuzzi leu um poema sem identificar o autor em uma mesa da feira literária de Paraty; ao acabar a leitura, ela disse que o texto era de autoria do presidente interino e comentou que "o que dá pra perceber de cara é que é um poema bem ruim"; "O Temer tem tanta legitimidade como poeta quanto tem como presidente", disparou; na mesa de abertura do evento, ontem, o poeta Armando Freitas Filho já havia sido ovacionado com um discurso anti-Temer
Nesta quinta-feira 30, a poeta Laura Liuzzi leu um poema sem identificar o autor em uma mesa da feira literária de Paraty; ao acabar a leitura, ela disse que o texto era de autoria do presidente interino e comentou que "o que dá pra perceber de cara é que é um poema bem ruim"; "O Temer tem tanta legitimidade como poeta quanto tem como presidente", disparou; na mesa de abertura do evento, ontem, o poeta Armando Freitas Filho já havia sido ovacionado com um discurso anti-Temer (Foto: Paulo Emílio)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A produção literária do presidente interino, Michel Temer, virou piada na Festa Literária Internacional de Paraty (Flip).

Nesta quinta-feira 30, a poeta Laura Liuzzi leu um poema sem identificar o autor em uma mesa da feira. Ao acabar a leitura, ela disse que o texto era de autoria do vice-presidente e comentou que "o que dá pra perceber de cara é que é um poema bem ruim".

"O Temer tem tanta legitimidade como poeta quanto tem como presidente", disparou Laura, conforme relato do repórter Walter Porto, da Folha.

Na mesa de abertura do evento, nesta quarta, o poeta Armando Freitas Filho já havia sido longamente aplaudido ao fazer um discurso anti-Temer (relembre aqui).

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247