"Não existe feminismo na direita", diz a filósofa Marcia Tiburi

"O feminismo que defende simplesmente as mulheres pelo simples fato de elas serem mulheres é um feminismo fundamentalista e altamente antifeminista", diz ela

Não existe feminismo na direita.
Não existe feminismo na direita. (Foto: Divulgação)

Da revista Fórum - A filósofa Marcia Tiburi participou do programa Fórum Onze e Meia desta sexta-feira (14), onde falou sobre a polêmica sobre como fazer a crítica a mulheres fascistas, que teve início com a nomeação de Regina Duarte como secretária nacional de Cultura.  

“Houve uma cobrança de que as feministas defendessem mulheres que têm posturas fascistas. Para muitas pessoas a atitude feminista por excelência deveria ser aquela de sempre defender mulheres”, diz Tiburi, que discorda desse pensamento.

“Depende muito do conceito de mulher, do conceito de feminismo. O feminismo que defende simplesmente as mulheres pelo simples fato de elas serem mulheres é um feminismo fundamentalista e altamente antifeminista. Dizer que o feminismo deve simplesmente defender mulheres é algo falacioso e perigoso. Algo que não toca nas verdadeiras questões do feminismo crítico, analítico, consistente, cuidadoso, que busca emancipar e produzir autonomia na vida de todas as pessoas”, explica.

Confira o vídeo da entrevista:

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247