No dia dos Direitos Humanos, Lula é premiado em festival de Madrid

Todos os anos, além de premiar filmes, o Festival Cinema e Direitos Humanos de Madrid homenageia pessoas engajadas na luta pelos direitos humanos; neste ano, os vencedores foram Lula e o ativista argentino Santiago Maldonado, ativista argentino desaparecido em 2017 que depois foi encontrado morto; Lula escreveu uma carta que será lida na cerimônia de premiação. No texto, Lula lamenta sua ausência para receber o prêmio por conta de "uma sentença kafkania" que o condenou por "atos indeterminados"

No dia dos Direitos Humanos, Lula é premiado em festival de Madrid
No dia dos Direitos Humanos, Lula é premiado em festival de Madrid

Revista Fórum - Neste 10 de dezembro, que marca os 70 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos e que é tido como o Dia Internacional dos Direitos Humanos, o ex-presidente Lula vem sendo lembrado em diversas atividades e comemorações. Além dos atos internacionais pela liberdade do petista, o ex-metalúrgico receberá um prêmio, na noite de hoje, do Festival Cinema e Direitos Humanos de Madrid, na Espanha.

Todos os anos, além de premiar filmes, o festival homenageia pessoas engajadas na luta pelos direitos humanos. Neste ano, os vencedores foram Lula e o ativista argentino Santiago Maldonado, ativista argentino desaparecido em 2017 que depois foi encontrado morto. Semanas antes, Maldonado liderava manifestações contra o governo.

O ex-presidente brasileiro, que está encarcerado desde abril em Curitiba, escreveu uma carta que será lida na cerimônia de premiação. No texto, Lula lamenta sua ausência para receber o prêmio por conta de "uma sentença kafkania" que o condenou por "atos indeterminados".

O festival Cinema e Direitos Humanos de Madrid estreou com dezenas de filmes de todo o mundo ligados à temática dos direitos humanos no último dia 3.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247