CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Cultura

O bangue-bangue de Tarantino

Com o seu novo filme, Django Unchained, o diretor reverencia o western spaghetti, celeiro de importantes artistas de Hollywood como Clint Eastwood, Charles Bronson e Le Van Cleef

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

Natália Rangel_247, com agências internacionais – O diretor americano Quentin Tarantino concluiu finalmente o roteiro de seu primeiro faroeste à italiana: Django Unchained. O filme presta uma homenagem ao gênero, apreciado pelo cineasta, e onde se forjaram importantes artistas da indústria cinematográfica americana, entre eles Sergio Leone, Clint Eastwood e Charles Bronson. O título do filme faz referência ao clássico estrelado por Franco Nero, de 1966, Django (direção de Sergio Colucci), mas diferente do original, a história de Tarantino se passará no sul dos EUA, antes do final da escravidão.

O site deadline reproduziu a sinopse: “Django é um escravo liberto que, sob a tutela de um caçador de recompensas alemão (que será vivido por Christoph Waltz, ganhador do Oscar por Bastardos Inglórios) torna-se um mercenário perigoso. Depois de auxiliar seu mentor em alguns trabalhos por dinheiro, os dois partem para uma missão pefssoal: encontrar e libertar a esposa de Django das garras de um fazendeiro inescrupuloso”. O filme é um tributo a Sergio Leone com Franco Nero, Keith Carradine e Treat Williams e deverá chegar aos cinemas antes de Kill Bill 3, produção também confirmada e que terá Daryl Hannah no elenco.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

 

 

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Carregando...

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Carregando...

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO